nsc
nsc

Mais grãos

Epagri projeta safra de verão maior, com alta de 51% na produção de milho

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
20/09/2021 - 10h38
Produção de milho em SC vai crescer 51,2%
Produção de milho em SC vai crescer 51,2% (Foto: Epagri, Divulgação)

Santa Catarina projeta maior produção para a safra de verão 2021/2022 frente a anterior, segundo estimativas da Secretaria de Estado da Agricultura, por meio da Empresa de Pesquisa Agrícola e Extensão Rural (Epagri). O destaque será o milho, que deverá voltar a uma produção normal, com aumento de 51,2%, após queda em função da seca e da praga da cigarrinha. A produção de banana também deverá ter crescimento expressivo, de 48%. Isso porque os bananais se recuperaram de danos sofridos no ciclone bomba de 30 de junho do ano passado.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

A projeção no Estado é de colheita de 2,7 milhões de toneladas de milho em grão após ter alcançado apenas 1,8 milhão de toneladas na safra anterior. A área plantada deverá passar de 318 mil hectares para 325 mil hectares.

Segundo o analista de socioeconomia da Epagri, Haroldo Elias, a safra anterior foi afetada principalmente pela seca durante setembro e outubro, fase do plantio. Este ano, o índice de chuvas está mais próximo do normal. A produção de milho silagem, que também foi atingida ano passado, deverá crescer 61,4%.

Outro destaque catarinense na próxima safra será a produção de soja. A estimativa é de colheita de 2.636.901 de toneladas, 11,8% mais do que a safra anterior, de 2.354.121 toneladas. A área plantada será 3,8% maior, impulsionada pelo alto preço no mercado mundial do grão.

A produção de arroz de SC está projetada em 1.222.102 de toneladas, com recuo de 2,1% frente a safra anterior, a produção de feijão crescerá 23%, chegando a 68.424 mil toneladas. A expectativa para a produção da maça e de 592.726 toneladas, o que indica safra estável frente à anterior.

No Brasil, as projeções da Conab também são de uma safra de grãos maior do que a anterior, devendo chegar a 289,7 milhões de toneladas. A safra de soja deverá crescer 3,9% e a de milho 33,4%. Isso pode ajudar a reduzir, pelo menos em parte, as pressões inflacionárias nos alimentos.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas