nsc
nsc

Trajetória inspiradora

Filme sobre Caspar Stemmer, precursor do polo tecnológico de SC, estreia dia 22

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
13/06/2021 - 16h18
O professor da UFSC e ex-ministro Caspar Erich Stemmer
O professor da UFSC e ex-ministro Caspar Erich Stemmer (Foto: UFSC, Divulgação)

Ecossistemas de tecnologia e inovação, não raras vezes, resultam de sementes que começam a ser plantadas por uma pessoa. O polo tecnológico catarinense nasceu a partir das engenharias da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O principal precursor disso foi o professor de engenharia mecânica e ex-ministro da Ciência e Tecnologia Caspar Erich Stemmer, que tem sua trajetória contada, agora, em documentário que será lançado dia 22 pela GeoFilmes.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A obra dirigida pelo cineasta Charles Cesconetto mostra que o professor, além de impulsionar o desenvolvimento econômico e social, também dedicava atenção ao meio ambiente. Ele liderou o plantio de árvores no campus da UFSC. Segundo o diretor, é um filme para inspirar as novas gerações.

Filho de imigrantes alemães, Stemmer nasceu em 22 de junho de 1930, em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul. Cursou engenharia mecânica na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), se tornou professor daquela instituição e, mais tarde, aceitou o convite para dar aulas na engenharia mecânica da UFSC.

Na universidade catarinense, foi diretor do Centro Tecnológico, chefe do Departamento de Engenharia Mecânica e reitor. Depois, foi coordenador do Programa de Expansão e Melhoramento das Instalações do Ensino Superior do Ministério da Educação e ministro da Ciência e Tecnologia no período de janeiro de 1994 a fevereiro de 1995 (governo de Fernando Henrique Cardoso).

Quando era professor da UFSC, Stemmer visitava empresas, fazia parcerias em pesquisa e incentivava elas a contratarem profissionais da instituição. Também aconselhou estudantes e professores a buscarem doutorado, inclusive no exterior. Foram discípulos dele que criaram o ecossistema de inovação de Florianópolis e diversas empresas do setor na região e no Estado.

O resgate da trajetória é feito no filme a partir de conversas do professor do Curso de Engenharia Mecânica, Fábio Xavier, com professores e outras pessoas que conviveram com Caspar Stemmer. Usando um pouco de humor, o professor Carlos Alberto Schneider, um dos discípulos, denomina esse grupo como “crias” de Stemmer.

- O filme mostra o professor que tinha um ideal de país, de educação e de desenvolvimento social com o envolvimento das pessoas – afirma Cesconetto.

Estreia

Filme: Caspar Erich Stemmer

Data: 22 de junho de 2021

Hora: 20h

Exibição: Youtube, em uma sessão livre

Site do filme: charlescesconetto.com/stemmer/

Contatos: falecom@charlescesconetto.com

Pós-estreia: o filme será abrigado numa plataforma, talvez da Amazon.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas