Entre os eventos climáticos que causaram perdas relevantes em Santa Catarina estão as chuvas que inundaram a comunidade Frei Damião, em Palhoça, uma das mais vulneráveis do Estado. Naquele momento, o Instituto Comunitário Grande Florianópolis (Icom) criou o Fundo Chuvas para receber doações, que somaram R$ 227 mil. O relatório desse projeto e promessas de ações futuras foram temas de evento na comunidade sexta-feira (14) da última semana.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

De acordo com o gerente executivo do instituto, Willian Narzetti, o café da manhã reuniu 50 pessoas entre famílias apoiadas e parceiros empresariais que colaboraram para o Fundo Chuvas. No evento, além do balanço do fundo, ele adiantou que o Icom está articulando com empresários da região novos programas para apoiar o desenvolvimento econômico e social da comunidade Frei Damião. Estão sendo estudados projetos de até cinco anos, que serão revelados oportunamente.

O Fundo Chuvas foi aberto numa plataforma digital pela qual pessoas, empresas e instituições puderam fazer doações. Conforme Narzetti, após a arrecadação, foram destinados R$ 222 mil para apoiar as famílias. A prioridade foi a reconstrução de lares das pessoas impactadas pela inundação.

A partir de diálogo com as organizações da sociedade civil que atuam na comunidade foram mapeadas as famílias. Então, foi criado um comitê e os membros do mesmo identificaram as principais necessidades em relação à recuperação após a chuva.

Continua depois da publicidade

Fizeram parte desse comitê o Icom, Aebas, Associação Laura dos Santos, Associação de Moradores do Frei Damião, Associação de Moradores da Pedra Branca, Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral da Palhoça (Cadi), Cooperativa Acareli, Prefeitura de Palhoça, Defesa Civil de SC e de Palhoça, Escola Básica Frei Damião, Arquitetura/UFSC e Grupo Pedra Branca.

A decisão foi entregar os recursos a quem mais necessitava por meio do Banco Comunitário Icom. As famílias receberam moedas sociais e com elas puderam comprar móveis, eletrodomésticos e materiais de construção em lojas cadastradas para esse programa social. Participaram as empresas Koerich, Fabi Materiais de Construção, Trento Materiais de Construção e JV Móveis.

No café da última semana, famílias apoiadas e comerciantes falaram sobre a experiência. Informaram que o uso de tecnologias reforçou vínculos comunitários e a ajuda mútua, destaco o Icom.

Balanço do Fundo Chuvas

. 128 pessoas físicas fizeram doações

. 6 pessoas jurídicas fizeram doações

. R$ 227 mil mobilizados

. R$ 222 mil investidos na comunidade

. 61 famílias apoiadas, totalizando 279 pessoas beneficiadas

. 4 comércios cadastrados

Transparência e participação

Instituição comunitária que segue normas internacionais de governança e investimento social, o Icom tem feito ações pontuais quando acontecem eventos que afetam comunidades. Entre essas ações estão também os fundos comunitários de reconstrução lançados em função de enchentes entre 2009 a 2012 em SC.

Continua depois da publicidade

Leia também

Fundo emergencial para ajudar atingidos pelas chuvas é aberto pelo Icom

Destaques do NSC Total