nsc
    nsc

    Análise

    Governo Daniela deve manter equipe econômica e dar mais atenção ao setor produtivo em SC

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    26/10/2020 - 12h34 - Atualizada em: 26/10/2020 - 19h06
    Expectativas para a economia na gestão de Daniela Reinehr
    Expectativas para a economia na gestão de Daniela Reinehr (Foto: Fábio Queiroz, Agência AL, Divulgação)

    A governadora Daniela Reinehr, que assume nesta terça-feira interinamente, optou por não antecipar informações sobre decisões de governo e equipes antes de assumir, informou sua assessoria. Mas a expectativa do setor produtivo é de que ela mantenha os principais nomes da atual equipe econômica do governo e faça uma gestão com atenção especial para a economia. O controle da Covid-19 e os problemas econômicos resultantes dessa crise sanitária são os principais desafios do Estado, apesar de a maioria das atividades estarem se recuperando bem.

    As decisões importantes que a nova governadora de Santa Catarina precisará tomar

    Existe a expectativa de que a governadora mantenha boa parte da equipe econômica porque as secretarias da área vêm desenvolvendo um trabalho reconhecido, é um setor de gestão mais complexa, que requer continuidade e exige conhecimentos específicos. E dessa equipe, foi ela quem indicou o secretário de Estado da Agricultura, Ricardo Gouvêa.

    Entre as razões pelas quais se espera que Daniela Reinehr dê mais atenção à economia estão os fatos de ela ser do Oeste catarinense, onde o agronegócio é forte, ser produtora rural e de ter se manifestado sempre a favor do setor. Quando assumiu em janeiro deste ano para cobrir as férias do governador Carlos Moisés, ela dedicou especial atenção a obras de infraestrutura. E com a chegada da crise do novo coronavírus, participou de reuniões iniciais do grupo econômico do estado que decidiu sobre a liberação de setores para retomar atividades.

    O atual momento econômico de Santa Catarina mostra retomada acima da média do país em boa parte dos setores, mas ainda existem diversos problemas econômicos em função da pandemia. Um deles é o de setores ainda fechados, como eventos e educação.

    Além disso, há o avanço da covid-19 na Europa com novos isolamentos sociais e o crescimento de casos em algumas regiões de Santa Catarina. A crise mundial da pandemia continua e a economia não está livre de quedas expressivas, o que exige atenção redobrada para as contas do Estado, fragilizadas devido às maiores despesas com a doença. Uma equipe experiente, sem interrupção de programas, e atenção à atividade econômica fazem diferença em tempos difíceis.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas