nsc
nsc

Dinheiro acessível

Governo de SC publica decreto do auxílio emergencial para microempresas e MEIs

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
24/06/2021 - 14h44 - Atualizada em: 01/07/2021 - 09h52
Auxílio emergencial mais perto para empresas de SC
Auxílio emergencial mais perto para empresas de SC (Foto: Diorgenes Pandini, NSC)

Após meses de espera, microempresas e microempreendedores individuais (MEIs) de Santa Catarina podem organizar os documentos para solicitar empréstimo emergencial sem juros. O governo do Estado publicou na tarde desta quarta-feira (23) o decreto número 1.341 que regulamenta o auxílio empresarial. As empresas terão carência de 12 meses e 36 meses para pagar o valor do empréstimo. Esse auxílio de R$ 1,5 bilhão, com R$ 250 milhões de juros a serem pagos pelo Estado, foi anunciado pelo governador Carlos Moisés no final de março.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

As condições oferecidas são vantajosas para o setor produtivo, mas para microempresas o programa é voltado somente para as que realmente tiveram impacto nas receitas em função da pandemia. No caso de MEIs, todos poderão solicitar a linha emergencial, independentemente do setor em que atuam. As microempresas podem solicitar emprestado até R$ 100 mil e os microempreendedores individuais, até R$ 10 mil.

O processo de liberação dos recursos será totalmente virtual. Para conseguir o auxílio, além de integrar os setores atingidos, a empresa terá que apresentar os faturamentos de 2019 e 2020, mostrando que teve perda em função da Covid-19.

Os recursos serão liberados pelo Badesc, a agência de fomento do Estado, e pelo BRDE. A expectativa é de que demore duas semanas a partir de agora, até que os sistemas dos bancos sejam adaptados às normas do decreto estadual.

Para o presidente da Ampe Metropolitana, Piter Santana, o auxílio é importante e necessário, embora tenha demorado meses para ser liberado. Ele achou positivo o fato de o governo do Estado ter deixado aberta a possibilidade de incluir mais alguns setores atingidos pelo benefício, além dos relacionados no decreto, tudo por meio dos CNAEs (Classificação Nacional de Atividades Econômicas).

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas