A internacionalização da economia catarinense segue como prioridade e, por isso, o Sebrae-SC e a Federação das Indústrias do Estado (Fiesc) retomam atividades na manhã desta quinta-feira, do programa Go To Market. A primeira palestra da programação do curso no ano tem como tema Criando Micro Multinacionais: Internacionalização para Pequenos Negócios, que será ministrada pelo empresário Rodrigo Olmedo, da multinacional holandesa UGlobally.

Continua depois da publicidade

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp

– A ideia da micro multinacional é mostrar que uma empresa que está desenvolvendo um produto, nem entrou no mercado ainda, pode começar isso em nível global. Não precisa começar no Brasil. A ideia é abrir a cabeça do empreendedor para que ele consiga trazer isso para o negócio dele – explica Rodrigo Olmedo, jovem empresário que é de Curitiba, empreendeu na Holanda e está à frente de uma empresa com atuação internacional.

Segundo ele, a UGlobally, com filiais no Brasil e na Índia, atua mais com consultoria e assessoria internacional na área de tecnologia. Um dos projetos atuais é o desenvolvimento de um centro de inovação da União Europeia na Índia. Ao Brasil, trabalha com o governo brasileiro para atrair startups do exterior ao país.

O programa Go To Market 2022 começa nesta quinta-feira, às 8h, no Sebrae Florianópolis, com as presenças do gerente de Internacionalização do Sebrae/SC, Filipe Gallotti, e da presidente da Câmara de Comércio Exterior da Fiesc, Maria Teresa Bustamante. O palestrante falará a distância. Interessados poderão acompanhar pessoalmente, onde serão cumpridas normas sanitárias, ou a distância.

Continua depois da publicidade

Gallotti destaca que este ano o programa contará com rodada regional de palestras para aproximar as pessoas e, assim, avançar mais nos resultados do programa. Serão 19 reuniões nas principais cidades catarinenses.

– Vamos procurar atender a gregos e troianos. Vamos nos aproximar do empresário para que ele se sinta bem atendido e, em paralelo, não deixaremos de nos beneficiar do virtual. Os empresários poderão escolher de que forma preferem participar – explica ele.

Este é o terceiro ano do programa Go To Market, que atendeu até agora cerca de 200 empreendedores, a maioria de SC. Conforme Gallotti, 70% conseguiram avançar na internacionalização dos negócios, com exportações e importações. Os demais 30% não seguiram ainda a internacionalização, mas melhoraram os resultados dos seus negócios. Saiba outras informações no site do programa.

Destaques do NSC Total