nsc
nsc

Tecnologia

No Empreende Brazil, Flávio Augusto diz que a Wiser foca educação para empregabilidade

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
29/05/2022 - 11h52 - Atualizada em: 29/05/2022 - 11h58
Flávio Augusto, fundad
Flávio Augusto, fundador da Wiser Educação, fez palestra no Empreende Brazil Conference (Foto: Estela Benetti)

A palestra de encerramento do Empreende Brazil Conference 2022, na noite deste sábado, na arena Hard Rock Live Florianópolis, em São José, foi com o empresário Flávio Augusto da Silva, fundador e presidente do conselho da Wiser Educação, holding brasileira com 400 mil alunos. Segundo ele, a Wiser é uma plataforma voltada à empregabilidade, segue adquirindo edtechs (startups de educação) e prevê chegar a 1 milhão de alunos em cerca de um ano e meio.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O empresário disse em entrevista antes da palestra que prefere não revelar cifras de investimentos, mas o plano é chegar à geração de valor de R$ 1 bilhão com a Wiser. Após a pandemia, inspirado no crescimento digital da empresa própria de idiomas Wise UP, o grupo passou a fazer uma série de aquisições na área de educação, estratégia que continua.

- Estamos com três empresas em diligência, em estágio avançado para aquisições. No nosso radar estão mais 120 empresas, com as quais estamos olhando, conversando – afirmou ele, ao observar que prefere não falar em valores porque envolve troca de ações, aportes financeiros e aquisições parciais ou totais.

Entre as empresas que entraram para a Wiser Educação em 2021 está a Aprova Total, de Florianópolis, uma plataforma de educação para o Enem, fundada e liderada pelo professor Paulo Roberto Jubilut. Outra aquisição importante foi a Conquer, escola de negócios de Curitiba. A Wiser reúne também as marcas Wise Up Online, Number One, meuSucesso.com, Power House e Eu Militar (para concursos).

- No Brasil, não temos uma formação acadêmica, tanto no ensino fundamental e médio e na própria universidade que dá todas as ferramentas necessárias para as pessoas no mercado de trabalho. O inglês é um exemplo. Então, oratória, liderança, produtividade, programação. Tudo o que a escola, o ensino tradicional não entrega, para nós, da iniciativa privada, é uma oportunidade para resolver o problema. Temos inclusive cursos de vendas – disse Flávio Augusto.

Para o público do Empreende Brazil, Flávio Augusto, que também já foi dono do time de futebol em Orlando, Estados Unidos, falou sobre empreendedorismo. Disse que responde muito no Whatsapp a três perguntas sobre investimentos: O que, Como fazer e Como escalar.

Mas ele alertou que, em primeiro lugar, deve vir o Por que? Segundo ele, em primeiro lugar o empreendedor deve ter a principal motivação, o propósito, que é ter uma fonte de renda para a família. Depois, virão as próximas etapas.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas