nsc
    nsc

    Tecnologia

    Startup de SC para hotelaria recebe aporte de R$ 4 milhões de fundo local

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    25/08/2020 - 20h26 - Atualizada em: 26/08/2020 - 01h20
    Os sócio-fundadores da Asksuite Rodrigo Teixeira (E), Vinicius Pavei e Danilo Pavei
    Os sócio-fundadores da Asksuite Rodrigo Teixeira (E), Vinicius Pavei e Danilo Pavei (Foto: Asksuite, Divulgação)

    A Asksuite, startup de Florianópolis criadora de chatbot para hotelaria que foi eleito o melhor do mundo e já opera em 25 países, recebeu aporte de R$ 4 milhões. O investidor é o fundo de venture capital Abseed, de empresários da Capital catarinense. Os recursos serão usados para melhorar a plataforma de inteligência artificial e ampliar a internacionalização, o que exigirá ampliação da equipe de pessoal. 

    -Oferecemos atendente virtual por mensagem. É uma inteligência artificial que entende o que o viajante está buscando. Responde a dúvidas 24 horas por dia em qualquer plataforma: no site do hotel, Facebook e Whatsapp, em 12 idiomas – explica Danilo Pavei, um dos sócios-fundadores e COO (Chief Operating Officer) da Asksuite.

    Setor de tecnologia de SC cresce 12%, fatura R$ 17,7 bi chega a 5,9% do PIB estadual

    A startup iniciou atividades em 2017 e, em três anos, conquistou 1.300 clientes. Está na incubadora Miditec da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), parceira do Sebrae SC e participou do programa Scale Up da Endeavor ano passado.

    A estreia no mercado foi com o hotel Faial Prime Suites, empreendimento de alto padrão do Centro de Florianópolis, que faz questão de informar seu pioneirismo nacional de atendimento com inteligência artificial. O atendente virtual recebeu o nome (avatar) de Prime. Outro cliente local, o Costão do Santinho, escolheu a coruja Cora para a sua robô enquanto o Chalé Lagoa da Serra, de Araranguá tem a atendente Luna. Entre os usuários do chatbolt da Asksuite estão, a rede Slaviero, resorts da Costa do Sauípe e Pousada Rio Quente.

    A atuação no exterior é mais recente. Começou no ano passado na América Latina e este ano na Europa, informa Danilo Pavei. Em breve, o sistema da empresa estará em hotéis também da Austrália. A atuação internacional responde por 10% do faturamento. A avaliação de melhor chatbot do mundo, feita por empresa de Londres, ajuda a abrir portas porque os clientes participam de uma votação secreta e dão notas. No ano que vem, haverá nova rodada de votação e a startup vai participar.

    Entre as vantagens da tecnologia estão a redução de custos para a venda de diárias porque a inteligência artificial permite contratação direta. A plataforma permite fazer reservas e fornece informações para análises. Conforme Danilo Pavei, chama atenção o elevado número de acessos de pessoas interessadas em fazer reservas.

    - Na pandemia, a hotelaria não foi para zero atividade e a gente está vendo uma retomada interessante. Teve uma queda expressiva em abril, de 90% e agora voltou. O volume de atendimento na nossa plataforma se iguala ao período pré-pandemia – informa o empresário, a observar que a ocupação hoteleira está limitada devido à Covid-19.

    O primeiro contato com sócios do Fundo Abseed foi no ano passado, no ecossistema de Florianópolis. Agora, quando a startup foi buscar capital, acabou sendo investida rapidamente por empreendedores locais. Geraldo Melzer, sócio do Abseed, viu potencial na Asksuite pela adoção do modelo SaaS (software como serviço), crescimento e potencial de resultado melhor ao setor hoteleiro em função da redução de custos. Entre as contratações que serão feitas a partir desse investimentos estarão profissionais das áreas de engenharia, marketing e vendas.

    A Asksuite foi fundada pelos jovens empreendedores Rodrigo Teixeira, graduado em administração pela Esag-Udesc e atual CEO da startup; Danilo Pavei, que cursou engenharia de automação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); e seu irmão Vinícius Pavei, que fez Análise de Sistemas na UFSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas