nsc
nsc

Menor desocupação

Taxa de desemprego de SC cai para 6,6% no terceiro trimestre, apura o IBGE

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
27/11/2020 - 16h56
SC segue com a menor taxa de desemprego do Brasil
SC segue com a menor taxa de desemprego do Brasil (Foto: Cleber Gomes, NSC, BD)

Santa Catarina encerrou o terceiro trimestre do ano com taxa de desemprego de 6,6%, o que mostra uma melhora de 0,3 ponto percentual frente ao trimestre anterior. Os dados são da pesquisa Pnad Contínua Trimestral do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e confirmam que o estado se mantém com a menor taxa de desocupação do país. No mesmo período, o Brasil registrou desemprego de 14,6%, o que significa um acréscimo de 1,3 ponto percentual frente ao trimestre anterior, de abril a junho.

Santa Catarina lidera saldo de emprego formal no país até outubro

Desemprego no Brasil bate novo recorde e chega a 14,6% no 3º trimestre

Enquanto em todo o país a desocupação cresceu na passagem do segundo trimestre para o terceiro, SC reverteu essa tendência que também enfrentava desde a chegada da pandemia. No período de abril a junho, o desemprego havia crescido 1,2 ponto percentual. Segundo o IBGE, no final de setembro, SC tinha um contingente de 242 mil desempregados, 15 mil a menos que em junho.

Chama a atenção também o fato de, apesar da pandemia, o estado ter registrado em setembro taxa de desemprego apenas 0,8 ponto percentual maior que a do mesmo período de 2019, quando estava em 5,8%. Essa média, segundo algumas instituições econômicas, é considerada pleno emprego.

O estado também registrou queda no número de pessoas desalentadas no terceiro trimestre, aquelas que desistem de procurar empregos porque acreditam que não vão encontrar uma colocação. Encerrou o período com 47 mil, uma redução de 12,4% - 7 mil a menos - em relação ao período anterior.

Outro dado de destaque apurado pela Pnad Trimestral é o total da população ocupada no terceiro trimestre. SC tinha 3,42 milhões de pessoas nesse grupo, 1% menos do que no 2º trimestre, isto é, o que corresponde a 50 mil pessoas.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas