nsc
nsc

Experiência em shoppings

TIM aguarda Anatel para liberar 5G nas capitais e planeja preços inspirados na Uber

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
09/12/2021 - 13h30
Christian Krieger, diretor regional da TIM para o Sul do país
Christian Krieger, diretor regional da TIM para o Sul do país (Foto: Carlos Macedo, Divulgação)

A operadora de celular TIM, que tem em Santa Catarina 3,8 milhões de clientes, iniciou a oferta de degustação da tecnologia 5G de internet móvel ultrarrápida em loja do Beiramar Shopping, em Florianópolis, e no Shopping Barigui, em Curitiba. Em entrevista nesta quinta-feira, executivos informaram que a companhia está pronta para iniciar as vendas de planos 5G nas capitais em que atua, mas isso ainda depende de autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Sobre os preços, informaram que serão oferecidas alternativas para os vários bolsos, com variações inspiradas na Uber.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

- A gente está tendo várias discussões com a agência (Anatel), mas hoje a data vigente é junho de 2022, o final do primeiro semestre. Existe uma etapa de limpeza de espectro. O espectro 3.5 onde vai rodar o 5G de forma prioritária precisa passar por uma limpeza em algumas cidades. E existe sim uma expectativa de antecipação. O que eu posso compartilhar é que a TIM está pronta. Assim que tivermos a liberação do espectro pela agência a gente vai estar liberando o serviço para nossos clientes das capitais. A gente está menos preocupado em chegar antes, mas sim, chegar com qualidade – afirma o gerente de engenharia da TIM Brasil, Homero Salum.

Quando se fala em nova tecnologia, uma preocupação do consumidor é quanto mais caro será, mas a operadora tranquiliza. Informa que oferecerá alternativa para todos os bolsos.

- A TIM é uma empresa inclusiva. A gente entende que o 5G deve ser para todos. Como a frequência nos possibilita fazer, dentro do 5G, planos diferentes, podemos ter tarifações diferentes. Hoje, quando a gente pega o Uber temos três categorias, com precificação diferente. O 5G vai nos possibilitar esse tipo de coisa também – explica Christian Krieger, diretor da TIM para a Região Sul.

Segundo ele, um exemplo pode ser uma indústria que precisa de uma latência muito baixa e velocidade muito alta, a operadora pode oferecer esse serviço exclusivo com uma nova precificação. Mas a ideia é ter plano para todos os consumidores e, num primeiro momento, planos normais não devem ter uma alteração de preço.

Quanto à polêmica para instalação de antenas nas cidades, Salum afirmou que existe a lei nacional de antenas para facilitar as instalações, mas é fundamental avançar na legislação, principalmente para instalações a partir de 2023. Por enquanto, está sendo possível instalar com a estrutura existente, explicou ele.

Além do 5G, a TIM, que é líder no Estado com 45,7% do mercado, está fazendo uma série de investimentos em Santa Catarina, cujos valores não revela por Estado. Segundo a empresa, os 295 municípios já contam com telefonia 4G. Além disso, a empresa está ampliando as coberturas com a frequência 700 MHz (Megahertz), que oferece mais qualidade para o sinal de celular. Amplia também a oferta NarrowBand IoT e Massive MIMQ.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas