nsc
nsc

Liderança feminina

Tupy é reconhecida por ter um terço de mulheres no conselho de administração

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
22/06/2021 - 13h05 - Atualizada em: 23/06/2021 - 12h32
Pelo perfil da atividade da Tupy, mulheres são minoria na atividade produtiva
Pelo perfil da atividade da Tupy, mulheres são minoria nas áreas de produção (Foto: Tupy, Divulgação)

Apesar de ser uma empresa que emprega mais homens pelo tipo de atividade que desenvolve, a Tupy, multinacional de Joinville que atua no setor de autopeças metálicas e outros, acaba de ser certificada pela Women on Board (WOB). Trata-se de iniciativa brasileira independente, apoiada pela Onu Mulher, que reconhece empresas que adotam boas práticas de governança e incentivam a liderança feminina. A razão é que dos nove integrantes do conselho de administração da Tupy, três são mulheres.

Anitta entra para o conselho de administração do Nubank

Desde o mês de abril deste ano, o “board” da tradicional empresa metalúrgica conta com as participações das conselheiras Claudia Silva Araujo Azevedo Santos, Claudia Elisa Soares e Paula Regina Goto. A distinção da WOB é somente para o conselho principal, o de administração. Mas o conselho fiscal da Tupy também tem um terço de mulheres. Como são três integrantes, um é mulher.

Na opinião do presidente do conselho da Tupy, Ricardo Doria Durazzo, não existem dúvidas de que a maior diversidade na alta liderança gera melhor governança por apontar perspectivas diferentes e fundamentais na tomada de decisão.

- Estamos muito contentes pela participação de mulheres tão capacitadas como membro efetivos de nosso board e esperamos aumentar essa participação e influenciar clientes e parceiros, no Brasil e no exterior, a praticar o mesmo – disse Ricardo Durazzo.

Pelo tipo de atividade fabril que desenvolve, a Tupy acaba empregando mais homens. No ano de 2020, no quadro de jornada integral, do total de 13.474 empregados, 12.433 eram homens, e 1.041, mulheres, o equivalente a 7,2%.

Tudo indica que a decisão da cantora Anitta de participar do conselho de administração do Nubank, um dos maiores bancos digitais do mundo, anunciada nesta segunda-feira, vai acelerar a inclusão de personalidades diferentes em conselhos empresariais. A propósito, existe um consenso de que conselhos de administração com uma multiplicidade de pensamentos e personalidades geram negócios mais consistentes e lucrativos, além de mais alinhados com o conceito ESG (environment, social and governance), de gestão que respeita o meio ambiente, o social e a boa administração.

Com mais de 80 anos de atividades, a Tupy desenvolve e fabrica componentes estruturais de ferro fundido, com destaque para blocos de motores de grandes veículos, como caminhões e tratores. Tem matriz em Joinville e fábricas em Mauá (SP), Saltillo e Ramos Arizpe, no México. Tem escritórios comerciais nos Brasil, EUA e Alemanha. A empresa aguarda decisão de autoridades da concorrência para efetuar a compra da Teksid, multinacional europeia de autopeças.

Tupy cria aceleradora de startups para inovar e diversificar negócios

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas