nsc
    nsc

    ULTRACONGELADORES

    Blumenau afirma ao Estado que tem estrutura para receber vacinas da Pfizer

    Compartilhe

    Evandro
    Por Evandro de Assis
    29/04/2021 - 08h53 - Atualizada em: 29/04/2021 - 08h55
    Vacina da Pfizer precisa ser armazenada em ultracongeladores.
    Vacina da Pfizer precisa ser armazenada em ultracongeladores. (Foto: Luis Robayo, AFP)

    Blumenau conta com a estrutura de logística necessária para receber e aplicar vacinas fabricadas pela Pfizer contra a Covid-19. Ultracongeladores disponíveis na Furb e em duas empresas privadas estão à disposição da prefeitura no caso de o Ministério da Saúde enviar à cidade doses do imunizante. Porém, na primeira remessa, que deve chegar na próxima semana a Santa Catarina, apenas regiões metropolitanas das capitais serão contempladas.

    > Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

    A universidade informou à prefeitura que possui quatro refrigeradores com capacidade para -70 °C. Eles são usados geralmente para armazenar insumos de pesquisas. Dois deles poderiam ser usados para armazenar doses da Pfizer. Desde janeiro, antes mesmo da vacinação começar, Furb e município já haviam acordado uma parceria para uso das geladeiras.

    Segundo a vice-prefeita Maria Regina de Souza Soar (PSDB), coordenadora da campanha de vacinação contra a Covid-19, o Hospital do Pulmão e o laboratório Genolab também informaram a disponibilidade de equipamentos. Com isso, o município teria condições de receber as doses e mantê-las na temperatura adequada até o momento de serem transportadas e aplicadas nos pacientes.

    Maria Regina disse já ter falado pessoalmente sobre o assunto com a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto. Nesta quinta-feira (29), enviará um ofício à Capital oficializando a intenção de receber as vacinas. Entre a saída do frio intenso e a aplicação num paciente, é possível acondicionar as doses da Pfizer a uma temperatura entre 2 e 8 graus negativos. O fato de Blumenau ter centralizado a vacinação na Vila Germânica facilitaria a logística.

    Apesar dos preparativos, que vêm sendo discutidos desde janeiro, o Ministério da Saúde não previu a distribuição de doses do imunizante da Pfizer para Blumenau na primeira remessa. As 17 mil doses que chegarão a Santa Catarina vão para Florianópolis (10 mil) e São José (7 mil). Será um teste de logística. As doses chegarão ao Estado a -20 ºC e poderão permanecer nessa temperatura por até duas semanas. Nesta remessa, não serão usados ultracongeladores.

    Mesmo assim, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, seis ultracongeladores devem ser enviados a Santa Catarina pelo Ministério da Saúde em data a ser confirmada. Parte seria encaminhada a centrais regionais, o que reforça a possibilidade de Blumenau vir a receber doses da Pfizer no futuro.

    Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp.

    Mais colunistas

      Mais colunistas