nsc
    nsc

    Pandemia de Covid-19

    Julho de 2020 já é mais trágico para Blumenau que o novembro de 2008

    Compartilhe

    Evandro
    Por Evandro de Assis
    25/07/2020 - 06h00
    Ambulatório Covid-19 montado na Vila Germânica, em Blumenau
    Ambulatório Covid-19 montado na Vila Germânica, em Blumenau (Foto: Patrick Rodrigues)

    Blumenau perdeu para a Covid-19, somente no mês de julho, um número de vidas equivalente ao que a tragédia de 2008 levou. Foram 24 mortes naqueles dias terríveis de novembro. O coronavírus também supera a enxurrada da Rua Belo Horizonte, no Garcia, em 1990, quando 20 pessoas desapareceram sob água e lama numa noite de outubro.

    > Clique aqui para receber as últimas notícias de Blumenau e região pelo Whatsapp.

    Dirão alguns: "Mas aquelas mortes aconteceram todas em um, dois dias". Verdade. Compare-se, então, com as enchentes de 1983, que duraram mais de um mês. Oito pessoas morreram naquela hecatombe.

    O total de óbitos pela Covid-19 já superou a casa dos 30 e não há indicativo de que vá parar tão cedo, mesmo com medidas restritivas.

    "Por que ninguém fala do trânsito"?. No ano passado inteiro, acidentes mataram 29 pessoas. A imprensa noticiou todos eles. Mesma coisa para os 32 homicídios.

    Mais que suicídios

    Pelo número atual de internados em leitos de UTI, já é possível antever que a Covid-19 matará, em 2020, mais que suicídios (cerca de 40 por ano) e, provavelmente, mais que câncer de mama (50). Mais que todas as doenças virais reunidas.

    É possível que o novo coronavírus só fique abaixo das principais doenças do aparelho circulatório, como acidente vascular cerebral. Talvez pneumonia e câncer de pulmão.

    Comorbidades

    Claro, a experiência com o vírus Sars-Cov-2 tem demonstrado que doenças pré-existentes aumentam a chance de o paciente não resistir. Relativizar a pandemia por isso, no entanto, significa dizer que diabéticos, hipertensos, asmáticos e até portadores de doenças curáveis, como tuberculose (uma única morte em 2018), estiveram sempre à beira da morte. Não é razoável.

    Para quem ainda acha que a Covid-19 é uma gripe comum: o vírus H1N1 matou, na pandemia de 2009, 10 pessoas em Blumenau.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas