nsc
nsc

Sinal verde

Deputados derrubam veto de Daniela aos R$ 350 milhões para rodovias federais de SC

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
01/06/2021 - 16h52
Com corte no orçamento federal, obras da BR-470 em 2021 dependem do Estado
Com corte no orçamento federal, obras da BR-470 em 2021 dependem do Estado (Foto: Patrick Rodrigues)

Os deputados estaduais de Santa Catarina derrubaram, nesta terça-feira (1º) o veto da então governadora Daniela Reinehr (sem partido) ao aporte de R$ 350 milhões do Estado em rodovias federais. A votação abre caminho para que a administração Carlos Moisés aporte R$ 200 milhões na duplicação da BR-470, R$ 100 milhões na BR-163 e R$ 50 milhões na BR-280 ainda em 2021. Agora o governo estadual deverá formalizar convênio com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

O projeto havia sido enviado à Assembleia Legislativa por Moisés em março e passou sem sobressaltos. Porém, no início de maio, dias antes de deixar a liderança interina do Estado, Daniela vetou a proposta apontando inconstitucionalidades. Ao retornar ao cargo, Moisés passou a defender a derrubada do veto — no que conseguiu ser atendido.

Encerrada a fase legislativa do processo, a Secretaria de Estado da Infraestrutura de Mobilidade e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) precisam formalizar um convênio. Faltam acertar detalhes de como e onde o dinheiro será aplicado, processo que deve levar de 20 a 30 dias, segundo o líder do governo, José Milton Scheffer. O governo estadual deve assumir os pagamentos a empreiteiras que já estão atuando em lotes a definir.

Durante a discussão da proposta, deputados como João Amin (PP), Bruno Souza (Novo), Ivan Naatz (PL), Fabiano da Luz (PT) e Maurício Eskudlark (PL) criticaram o desprestígio do Estado junto ao Palácio do Planalto, a ponto de o governo ter de investir numa obra da União. Depois do Estado anunciar a intenção de investir nas rodovias federais, em janeiro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cortou metade da previsão de investimentos para 2021. A BR-470, por exemplo, tem apenas R$ 56 millhões para 2021, menos de 10% do necessário para concluir a duplicação.

Apesar das ponderações, todos os parlamentares que discutiram a proposta durante a sessão destacaram a urgência das obras. Tese defendida por entidades empresariais e lideranças do Vale do Itajaí, que fizeram pressão pela derrubada do veto.

Leia também

> Vetos de Bolsonaro cortam metade da verba federal prevista para a duplicação da BR-470.

> Entenda como o Estado planeja injetar dinheiro na duplicação da BR-470.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas