Uma empresa de Gaspar saiu na frente na disputa para construir o Parque Linear da Margem Esquerda do Rio Itajaí-Açu, no Centro de Blumenau. A Progresso Ambiental apresentou a menor proposta financeira para executar a obra: R$ 28 milhões. O resultado da concorrência ainda depende da análise das planilhas de custos. O investimento depende de verbas do governo do Estado.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

O processo de licitação tem no páreo outras três empresas com atuação na cidade, que propuseram valores um pouco mais altos: Cetenco (R$ 28,5 milhões), Pacopedra (R$28,9 milhões) e Engeplan (R$ 29,5 milhões) — esta última havia sido desclassificada, mas apresentou recurso e conseguiu permanecer na disputa. A Progresso Ambiental é a empreiteira que executou a parte final do Terminal do Água Verde.

O parque linear ligará a Prainha até a Ponte de Ferro com ciclovias, passeios e mirantes. Quando estiver pronto (o prazo de execução previsto no edital é de 10 meses após a assinatura da ordem de serviço), estará formado um circuito ciliar no entorno do Itajaí-Açu, juntando com a Avenida Beira-Rio. Faltará apenas a passarela da Prainha para que ele fique completo.

Segundo o secretário de Obras, Michael Maiochi, o acordo com o governo do Estado foi feito mediante um convênio nos moldes tradicionais. Não são transferências especiais, como as do Plano 1.000, alvo de questionamentos do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Por isso, a prefeitura acredita que, apesar da mudança de governo, os planos estejam mantidos.

Continua depois da publicidade

Pelo convênio, o governo catarinense investirá R$ 25 milhões. O restante será pago pela prefeitura, com recursos de um financiamento junto à Caixa.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Os cursos mais desejados pelos estudantes da região de Blumenau para o campus da UFSC

UFSC define novo endereço para o campus de Blumenau

ANTT sugere converter multas da Arteris em obras emergenciais na BR-101 em SC

Câmara de Blumenau aponta falta de provas nas denúncias de Naatz sobre terreno

Destaques do NSC Total