nsc
nsc

História

Florianópolis anuncia monumento a Fritz Müller, mas local gera debate

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
11/04/2022 - 10h23
Fritz morou por 11 anos na Praia de Fora, atual Beira-Mar Norte
Fritz morou por 11 anos na Praia de Fora, atual Beira-Mar Norte (Foto: Alberto Lindner, Divulgação)

A prefeitura de Florianópolis pretende erguer um monumento a Fritz Müller, mas o local escolhido está gerando debate. Durante a sessão solene da Assembleia Legislativa em homenagem ao naturalista, segunda-feira passada (4), o prefeito Topázio Silveira Neto anunciou a intenção de homenagear Fritz e o britânico Charles Darwin. Seria uma forma de marcar o envolvimento da Ilha de Santa Catarina na consolidação da Teoria da Seleção Natural das Espécies.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

Fritz Müller viveu por 11 anos na antiga Desterro, no século 19. Na Praia de Fora, atual Beira-Mar Norte, ele observou crustáceos e fez descobertas científicas que ajudaram a defender as ideias de Darwin na Europa. O monumento seria uma justa reparação à memória de Fritz, historicamente maltratada.

> Acesse o especial Caminhos de Fritz Müller para saber mais sobre o naturalista.

Mas o local escolhido até o momento, a cabeceira da Ponte Hercílio Luz, desagradou pesquisadores como o biólogo e professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Alberto Lindner. Ele defende que a homenagem ocorra na praia onde Fritz viveu e trabalhou pela ciência. E onde mais pessoas teriam acesso. Lindner tem laços de parentesco com o futuro homenageado. É trineto de August Müller, irmão dele. 

Hercílio Luz e Fritz, aliás, eram adversários políticos. Na opinião dos críticos, construir o monumento nas imediações da ponte seria gafe tão grave quanto as botas que calçaram na estátua existente em Blumenau.

Exposições

Há exposições abertas à visitação em homenagem aos 200 anos de Fritz Müller em Blumenau, Florianópolis e Brasília. Na Capital, a história do naturalista é contada por uma montagem no Palácio Cruz e Souza, de autoria do artista plástico Luiz Bernardes. Entre as atrações está um microscópio que pertenceu ao homenageado.

No trapiche da Beira-Mar Norte, painéis explicam as relações de Fritz com Darwin e mais de uma dezena de outros naturalistas — no mesmo espaço, aos fins de semana, há experiências interativas, oficinas e um tour guiado. A mostra, chamada De Repente, Extraordinária!, continua até 29 de maio.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

​Leia também

Cerveja de Blumenau dá lugar a obras de arte como presente oficial do município

Onde foram parar os mais de R$ 100 milhões de SC investidos em rodovias federais

Por que a Páscoa de Blumenau é mais cara do que a de Pomerode

A máscara caiu em SC, mas a luva de plástico segue firme nos restaurantes

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas