nsc
nsc

Alta demanda

Laboratórios de Blumenau enfrentam falta de testes de Covid-19

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
19/01/2022 - 10h49 - Atualizada em: 19/01/2022 - 14h01
Empresas têm enfrentado dificuldades para encontrar o produto no mercado
Empresas têm enfrentado dificuldades para encontrar o produto no mercado (Foto: Cristiano Andujar, Divulgação)

Laboratórios privados de Blumenau enfrentam falta de testes rápidos de Covid-19 nesta semana. Os exames do tipo antígeno, que ficam prontos em menos de 30 minutos, estão com baixa oferta no mercado devido à alta demanda em todo o Brasil gerada pela variante Ômicron. Na manhã desta quarta-feira (19), Hemos e Laboratório Santo Antônio informaram não contar com testes para atender pacientes.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

Ainda há exames do tipo rápido no Hospital do Pulmão que segue agendando testes, mas com dificuldade para repor os estoques. O pronto-atendimento da Unimed também mantém o atendimento, assim como algumas farmácias que oferecem o exame. Outros laboratórios, como o Genolab, trabalham apenas com os testes RT-PCR.

No laboratório Hemos, os agendamentos de testes foram interrompidos no sábado (15). Conforme comunicado da empresa, há "desabastecimento de insumos" e os exames disponíveis estão sendo direcionados para pacientes hospitalares e de emergência. A previsão é retomar agendamentos nesta quinta, mas com prazos estendidos enquanto houver escassez. No Santo Antônio, sem que o fornecimento seja regularizado não há previsão de retomada dos testes de Covid-19. Há alta procura na rede privada em todo o país.

Rede pública

Somando os testes da rede pública com os que empresas privadas têm feito, Blumenau está processando mais de 2 mil exames diários. Na rede pública municipal, ainda há exames em estoque, mas a Secretaria de Promoção da Saúde não informou qual o volume disponível nesta quarta-feira (19). No início de janeiro, Blumenau tinha cerca de 100 mil unidades. 

Municípios vizinhos têm enfrentado dificuldade para comprar grandes volumes de testes. Fornecedores têm pedido valores altos para remessas consideradas pequenas. Secretarias de saúde vêm ouvindo que a previsão é regularizar o fornecimento apenas em meados de fevereiro.

Também nesta quarta, a Secretaria de Estado da Saúde orientou os municípios a não usar testes gratuitos recebidos do Ministério da Saúde para testagem de pacientes sem sintomas. O objetivo é direcionar os recursos disponíveis para o atendimento de quem tem sinais de gripe.

Correção

Até 14h30min o texto acima informou, equivocadamente, que o laboratório Genolab fornece exames de antígeno, do tipo rápido, para a Covid-19. A empresa, na verdade, trabalha apenas com os testes do tipo RT-PCR. A versão acima já foi corrigida.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Leia também

Por que Blumenau não reabre a Central da Covid-19 na Vila Germânica

Autoteste de Covid-19: saiba como funciona

Blumenau tem quase 5 mil doentes simultâneos de Covid-19

Blumenau suspende testagem de Covid-19 em terminais de ônibus

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas