nsc
nsc

Polêmica do chope

Veja por dentro como será a Oktoberfest do Beto Carrero

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
01/10/2020 - 17h32 - Atualizada em: 01/10/2020 - 17h47
Acesso à programação noturna terá cobrança de ingresso em separado
Acesso à programação noturna terá cobrança de ingresso em separado (Foto: Guma Miranda, Divulgação)

Sabe o Biergarten da Oktoberfest Blumenau, aquela área externa, sob uma tenda, em que as pessoas sentam para comer ao som de música típica? É a melhor base de comparação com o que o Beto Carrero World está promovendo neste mês de outubro, em Penha.

​> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp. É só clicar aqui.​

Esqueça pavilhões lotados e foliões fazendo trenzinho diante de grandes palcos. Mas pode imaginar dezenas, talvez centenas de pessoas circulando entre banquinhas de lanches, bandinhas típicas e as atrações do Beto Carrero. E sentadas comendo e bebendo num mesmo ambiente — neste caso, sem máscara.

> Secretário de Turismo de Blumenau diz que Oktober no Beto Carrero "não caiu bem".

> Beto Carrero ironiza críticas sobre a Oktoberfest.

Talvez a maneira mais precisa de se definir a promoção seja uma "minioktoberfest". Quatro coretos receberão bandas da região, algumas bem conhecidas da Oktober blumenauense: Os Montanari, Cavalinho e Vox 3, por exemplo. Nos mesmos espaços, os visitantes podem participar do chope em metro e da prova do serrador.

Há espetinho alemão (pão com salsichão), currywurst, batata recheada e bretzel. Chope artesanal, também. O chef Heiko Grabolle ajudou a orientar os restaurantes existentes no Beto Carrero sobre comidas típicas germânicas.

A decoração inclui cordões de luzes, bandeirolas e até uma guirlanda gigante no teto do Castelo das Nações, porta de entrada do parque, muito parecida com o que se vê na Oktober blumenauense. O Vovô Chopão também está presente.

Nas night sessions, até 22h os brinquedos do Beto Carrero continuarão funcionando, exceto pedalinho, trenzinho e ilha pirata. O zoológico também estará fechado.

Guirlanda no teto lembra os pavilhões da Vila Germânica
Guirlanda no teto lembra os pavilhões da Vila Germânica
(Foto: )
Vovô Chopão confirmou presença
Vovô Chopão confirmou presença
(Foto: )

Depois que a parceria com a prefeitura de Blumenau não avançou, o Beto Carrero procurou o ex-presidente do Parque Vila Germânica, Norberto Mette, para uma consultoria. Ele auxiliou com a decoração e a escolha dos lanches típicos. Mette diz não entender a rusga entre a festa blumenauense e o parque.

— Oktober tem várias no mundo, acho que estão criando uma nova. Tem demanda. É possível fazer uma parceria sem que Blumenau perca alguma coisa com isso — analisa.

> Santa 3 por 4 discute polêmica da Oktoberfest no Beto Carrero

O secretário de Turismo, Marcelo Greuel, atribui a dificuldade de estabelecer uma parceria com as limitações da lei eleitoral. Porém, garante que, quando houve a conversa sobre a Oktober litorânea, não se falou em bandas com reunião de público à noite — algo com que o município não concordaria.

Ingresso à parte

Ministério Público e Secretaria de Estado da Saúde solicitaram informações sobre a iniciativa. O Beto Carrero nega que esteja promovendo uma festa ou mesmo um evento — o que está proibido pelo Estado neste momento. Seria apenas uma "tematização" do parque no mês de outubro.

Durante o dia, parque apenas acrescentou atrações à programação
Durante o dia, parque apenas acrescentou atrações à programação
(Foto: )

Durante o dia, faz sentido. Comida, bebida e música são oferecidas dentro de espaços já abertos à visitação, inclusive com uma vila germânica instalada — uma das mais antigas atrações do parque. À noite, é um pouco diferente.

A partir do dia 8, às sextas e sábados, depois de fechar ao público normal, às 17h, o parque reabrirá das 19h às 23h, com cobrança de ingresso à parte. Mesmo quem passou o dia no Beto Carrero terá de sair e pagar R$ 49,90 para participar das atrações noturnas. Os shows das bandas serão transmitidos também pela internet.

Agora imagine exatamente as mesmas atrações sendo oferecidas, a partir de semana que vem, no Parque Vila Germânica, em Blumenau. É difícil imaginar as autoridades comprando a tese de que, neste caso, seria só uma "tematização". E a razão é óbvia: ainda há uma pandemia de coronavírus ativa em Santa Catarina.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas