nsc
nsc

SEM FESTA EM PENHA

Oktoberfest no Beto Carrero: Estado resgata o que é essencial na polêmica

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
02/10/2020 - 12h31 - Atualizada em: 02/10/2020 - 12h32
Estado proibiu o parque de fazer a festa.
Estado proibiu o parque de fazer a festa. (Foto: Guma Miranda, Divulgação)

O Parque Beto Carrero tem o direito de promover uma Oktoberfest? Blumenau deve apoiar a iniciativa ou tratar como concorrente?

A Secretaria de Turismo demorou para apresentar um Plano B à festa cancelada? Os empresários de Blumenau acomodaram-se ao aguardar direção vinda do poder público?

Todas essas questões desviaram a polêmica da semana do essencial, que o governo do Estado acaba de restabelecer: é seguro promover uma Oktoberfest, ainda que no modo Biergarten, em meio à pandemia de coronavírus? 

A resposta, infelizmente, é não.

Por mais que o Beto Carrero se esforce para demonstrar que não se trata de uma festa, a proposta tem estrutura de festa, programação de festa e clima de festa. Pode-se enquadrar as atrações diurnas como “tematização” do parque para outubro. Mas shows à noite, com cobrança de ingresso à parte, no português claro, é forçar a barra.

Se o parque Vila Germânica solicitasse autorização para montar um palco e espalhar dezenas de mesas para uma minioktober, ninguém teria dúvida da resposta. Não é hora.

O risco da pandemia no Médio Vale e na Foz do Itajaí segue alto. Os números melhoraram, mas uma segunda onda de contágio é mais do que possível, é provável. A intensidade dela dependerá da responsabilidade de todos. Inclusive dos empresários.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas