O prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos), respondeu nesta segunda-feira (3), ao comentário do governador Jorginho Mello (PL) sobre a compra do Complexo Esportivo do Sesi. No sábado (1º), como a coluna noticiou, Jorginho dissera que o prefeito e o ex-governador Carlos Moisés (Republicanos) “gastaram o dinheiro” da operação. Nas redes sociais, Hildebrandt disse imaginar que a fala “tenha sido feita em tom de brincadeira”.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

Na resposta, Hildebrandt disse que o negócio acabou não concretizado em 2022 devido a uma demora da Fiesc em liberar documentos. E garantiu que ninguém viu a cor do dinheiro estadual para comprar o Sesi de Blumenau.

“Não dá para se gastar algo que não se recebeu, não é mesmo? E Blumenau não recebeu, até esse momento, os recursos para a compra do Sesi. Eu sigo trabalhando para captar o recurso e resolver essa situação, pos sei o quanto o Sesi é importante para a cidade de Blumenau e o nosso esporte! Infelizmente, no ano passado, devido ao atraso da documentação do Sesi pela Fiesc, não foi possível fazer o convênio antes do prazo legal exigido pelo período eleitoral. Acredito, e já falei com o governador Jorginho sobre isso, que o governo do Estado fará o possível para nos apoiar nessa questão, e também em outras que Blumenau precisa”, escreveu no Instagram.

Apesar da crítica, feita em resposta a um torcedor do Metropolitano que o questionou num evento em Florianópolis, Jorginho Mello afirmou que ajudará a prefeitura de Blumenau a comprar o imóvel, avaliado em R$ 31,3 milhões. O governador previu que o Estado pagará uma parte e o município outra. Mas não detalhou qual a proporção de cada um.

Continua depois da publicidade

Veja o vídeo

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Jorginho promete ajudar Blumenau a comprar o Sesi, mas cutuca: “Gastaram o dinheiro”

Nova marca de Blumenau desperta enxurrada de críticas

“É sensato o MEC avaliar o novo Ensino Médio agora”, diz Eduardo Deschamps

Blumenau prepara concessão de restaurante para nova praça

Destaques do NSC Total