Um projeto aparentemente trivial apresentado à Câmara de Vereadores de Blumenau despertou tamanha polêmica em grupos de WhatsApp nos últimos dias que gerou recuo do autor e até uma promessa antecipada de veto do prefeito Mário Hildebrandt (Podemos). O tema? A criação do Dia Sem Carne no município, proposta para reduzir o consumo do alimento em benefício da saúde.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

A proposta original do vereador Maurício Goll (PSDB) definia, no calendário oficial do município, a segunda-feira como o Dia Sem Carne. O texto não gera qualquer obrigação ao poder público ou a quem quer que seja. Assim como o Dia Sem Carro, em setembro, a data serviria para levantar discussões sobre os riscos do consumo exagerado de carne — à saúde e ao meio ambiente.

Protocolado no dia 30 de maio, o projeto passou sem sobressaltos pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e encaminhava-se para a aprovação provável, a exemplo do que ocorre com quase toda proposta do gênero. Mas o assunto virou tema de debate em grupos de WhatsApp e gerou rejeição dos apreciadores de churrasco e donos de restaurantes.

Maurício Goll, então, propôs uma emenda para restringir o Dia Sem Carne às segundas-feiras do mês de outubro. Não resolveu. O questionamento passou a ser se Blumenau abriria mão do salsichão na Oktoberfest.

Continua depois da publicidade

Nesta terça-feira (4), o prefeito Mário Hildebrandt (Podemos) informou que vetará o projeto, caso venha a ser aprovado pela Câmara.

— O projeto não obrigava a nada, ficaria a critério de cada um, e as pessoas acabaram interpretando de forma errada — lamentou Maurício Goll.

O vereador, que é vice-presidente da Câmara e está alinhado à base governista, disse que vai retirar o projeto na sessão desta terça.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Demissões na Coteminas despertam antigos traumas de Blumenau

Travessa no Centro de Blumenau que virou banheiro a céu aberto passa por limpeza

Por que o prefeito de Blumenau vai viajar duas vezes à Alemanha em 2023

Jorginho marca primeira visita a Blumenau

Destaques do NSC Total