nsc
nsc

NÃO ESTÁ À VENDA

Proposta da Arezzo pela Hering era “muito ruim”, diz jornal

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
15/04/2021 - 11h03
Valor total da oferta pela empresa blumenauense superava R$ 3 bilhões
Valor total da oferta pela empresa blumenauense superava R$ 3 bilhões (Foto: Patrick Rodrigues, BD, Santa)

A oferta da Arezzo para incorporar a Cia Hering previa uma transferência total de R$ 3,29 bilhões aos acionistas vendedores, incluindo uma parcela em dinheiro e outra em ações da nova companhia a surgir do negócio. A íntegra da proposta pela indústria de Blumenau veio a público nesta quinta-feira (15) em reportagem do jornal Valor Econômico. Segundo a publicação, uma fonte com conhecimento do assunto avaliou que “o preço era muito ruim”. O atual valor de mercado da empresa é de R$ 2,78 bilhões.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

De acordo com a íntegra da proposta revelada pelo jornal, a Arezzo ofereceu R$ 1,29 bilhão em dinheiro e o restante em ações, considerando um prêmio de 20% sobre o valor médio das ações da Hering nos últimos 90 dias. O CEO da Hering, Fábio Hering, teria direito a um assento no conselho de Administração da Arezzo&Co. 

A oferta não solicitada havia sido encaminhada à Hering no dia 7 de abril e concedia apenas sete dias para os potenciais vendedores avaliarem o negócio. Nesta quarta-feira (14), a Hering emitiu um comunicado ao mercado informando que a oferta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria Companhia”.

Como lembrou à coluna uma fonte blumenauense, Hering e Arezzo já possuem um contato histórico, inclusive com trocas de assentos em conselhos e uma relação pessoal entre as famílias controladoras. A proposta veio num instante de crescimento acelerado da Arezzo, com a compra da Reserva, e de recuperação da Hering.

Prejudicada pelos efeitos da pandemia de Covid-19 no segmento de lojas físicas, a Cia Hering viu o preço de suas ações refletirem o momento turbulento. Porém, a empresa anunciou um investimento de R$ 131 milhões em 2021 para reforçar a tecnologia das vendas online e também abrir e reformar lojas. A expectativa é de recuperação à medida em que a vacinação contra a Covid-19 avance.

Com a resposta à Arezzo, o conselho de Administração da Hering procura demonstrar que a tradicional companhia não está à venda e acredita no futuro do negócio, fundado em Blumenau há 140 anos. A questão em aberto é qual a opinião dos acionistas sobre o assunto.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas