nsc
nsc

Agendamento

Sobram vacinas contra a Covid-19 para idosos em Blumenau

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
19/04/2021 - 14h47
Não apareceram idosos interessados para cerca de 700 doses da vacina
Não apareceram idosos interessados para cerca de 700 doses da vacina (Foto: Patrick Rodrigues, BD, Santa)

Blumenau bateu recorde de vacinação contra a Covid-19 num único dia neste domingo (18). Mais de 2,5 mil blumenauenses com 64 anos ou mais foram imunizados com a primeira dose. No sábado, outros 1,8 mil. Mas apesar do avanço no esforço contra o coronavírus, um dado preocupou o município: 700 doses sobraram porque não apareceram interessados em agendar o atendimento.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

Na sexta-feira (16) às 17h, o município abriu chamada para vacinar 6,5 mil idosos com 65 anos ou mais. Se todas as vagas fossem preenchidas, Blumenau cobriria quase 100% da população estimada nesta faixa etária. Porém, no sábado de manhã ainda havia 3 mil vagas disponíveis. Então a Secretaria de Promoção da Saúde baixou a idade mínima para 64 anos. Mesmo assim, no domingo à noite ainda havia cerca de 700 doses sem inscritos.

Para aumentar a cobertura entre os blumenauenses com 64 e 65 anos de idade, a prefeitura recorrerá mais uma vez à estratégia de capilarizar a chamada. Profissionais de ambulatórios e postos de saúde farão a busca ativa de pessoas nessa faixa etária. Esse agendamento ocorrerá nos próximos dias.

Na avaliação da vice-prefeita Maria Regina de Souza Soar (PSDB), coordenadora da campanha de imunização contra o coronavírus em Blumenau, dificuldades na comunicação via internet e até por telefone explicam em parte a baixa procura:

— A gente esperava uma adesão maior. Os idosos têm alguma dependência de alguém para agendar, mas vamos procurar essas pessoas agora para completar a vacinação.

Outra razão apontada é a desinformação via redes sociais. Os discursos do presidente Jair Bolsonaro contra a vacina da Sinovac, desenvolvida na China e produzida no Instituto Butantan, em São Paulo, ainda ecoam entre os idosos. É comum cidadãos questionarem, por telefone, ou mesmo no ambulatório da Vila Germânica, qual marca da vacina está sendo oferecida. Em alguns casos, pacientes recusaram-se a recebê-la e foram embora.

Nesta segunda-feira (19), a prioridade dos servidores que atuam na central de vacinação da Vila Germânica é aplicar vacinas de segunda dose. Quase 3 mil pessoas eram aguardadas. Na terça-feira, o atendimento volta a ser dedicado à primeira dose das pessoas que agendaram durante o fim de semana.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas