nsc
nsc

E AFINAL?

Torre da Catedral de Blumenau: curiosidades sobre a construção de um símbolo

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
23/07/2021 - 05h48

Você sabia que a torre da Catedral de Blumenau levou dois anos e meio para ser construída? Que os sinos importados da Alemanha pesam, juntos, mais de uma tonelada e têm nomes gravados? E que as rochas da estrutura foram trazidas do Alto Vale do Itajaí?​

Estrutura de 45 metros de altura levou dois anos e meio para ficar pronta
Estrutura de 45 metros de altura levou dois anos e meio para ficar pronta
(Foto: )

A coluna apurou essas e outras curiosidades a respeito deste símbolo da cidade em resposta a uma pergunta do leitor Alexandre Sesconeto, que participou da seção E Afinal? Ele questionou em que ano a torre foi construída. Se você quiser saber algo sobre o cotidiano ou a história de Blumenau e região, basta entrar em contato via Facebook, Instagram, Twitter ou e-mail evandro.assis@nsc.com.br.

Catedral de Blumenau

A pedra fundamental da torre da Catedral de Blumenau foi lançada em novembro de 1960, quase três anos depois de inaugurada a nova igreja, à época ainda chamada de Matriz São Paulo Apóstolo. O premiado arquiteto alemão Gottfried Böhm, falecido em junho deste ano, desenhou o conjunto modernista, que recebeu críticas de membros da comunidade católica à época, habituados com o gótico da antiga igreja. Apesar da polêmica, a obra foi custeada com o auxílio da comunidade em festas e ações sociais.

Conforme os registros da Diocese de Blumenau, somente em 1º de junho de 1963 a torre foi inaugurada, logo após os sinos e a enorme cruz serem instalados no alto da construção.

Granito rosa

Os blocos de granito rosa que formam a construção de 45 metros de altura tiveram de ser transportados desde a localidade de Subida, entre os municípios de Apiúna e Lontras. A coloração das paredes é natural. Durante a construção, os blocos eram trazidos de carrinho de mão e içados por elevadores até os andaimes.

A cruz instalada no alto pesa cerca de 1,2 mil quilos. A torre forma um arco sobre a escadaria principal, como um portal a convidar os fiéis à missa.

Sinos da Alemanha

Os três sinos existentes na torre vieram da Alemanha em 1928 e simbolizam a sagrada família. O maior, de 510 quilos, tem gravado o nome de Jesus. No médio, de 350 quilos, o de Maria, e no menor, de 200 quilos, o de José.

As peças já estavam na antiga igreja e foram realocadas para a atual torre.

Relógios da torre

O relógio instalado na torre da Catedral de Blumenau possui 484 quilos e tem mostradores fabricados em bronze nas quatro faces do monumento. Os ponteiros maiores medem 1,2 metro de comprimento. Há uma escadaria interna que dá acesso ao campanário.

Imagem compartilhada no grupo Antigamente em Blumenau mostra obra ainda no início
Imagem compartilhada no grupo Antigamente em Blumenau mostra obra ainda no início
(Foto: )

Símbolo da cidade

Apesar das polêmicas da época em que foi construída, a torre da Catedral São Paulo Apóstolo rapidamente tornou-se popular. A cerimônia de inauguração, em 1963, foi concorrida e teve a presença do então chefe da Casa Civil do governo federal, Evandro Lins e Silva. Em 2005, os moradores de Blumenau elegeram a torre como o símbolo da cidade em uma votação. O monumento chegou a ser representando no escudo do Clube Atlético Metropolitano entre 2002 e 2008.

Em 2023, a torre completará 60 anos.

Torre foi eleita símbolo da cidade em 2005
Torre foi eleita símbolo da cidade em 2005
(Foto: )

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp.

Outras da série E afinal?

Educação e Saúde debatem volta às aulas 100% presenciais em Santa Catarina

Calendário de vacinação contra a Covid-19 em Blumenau impõe meta difícil de cumprir

Como fica a vacinação com Astrazeneca em Blumenau após anúncio de antecipação

Como e quando vai funcionar a faixa reversível da General Osório, em Blumenau

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas