nsc
nsc

Análise interna

Abel Ribeiro reconhece que Figueirense está devendo na Série C

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
12/05/2022 - 16h07 - Atualizada em: 12/05/2022 - 16h08
Abel Ribeiro foi o convidado desta quinta do Em Cima do Lance da CBN Floripa
Abel Ribeiro foi o convidado desta quinta do Em Cima do Lance da CBN Floripa (Foto: Patrick Floriani/ FFC)

O Figueirense está dando o primeiro e fundamental passo para corrigir a rota neste momento ruim: reconhecer que não está bem na largada da Série C e que está devendo em desempenho e resultados. Isso foi feito publicamente pelo Coordenador Geral de Futebol, Abel Ribeiro, em entrevista nesta quinta-feira ao Em Cima do Lance, da CBN Floripa.

Ribeiro explicou que o Figueirense trabalha projetando pontuação em ciclos de jogos. A cada cinco rodadas, o time precisa somar de oito a dez pontos. Neste primeiro ciclo, portanto, a pontuação ficou abaixo. Com seis pontos somados, o Figueira está devendo de dois a quatro.

Ao mesmo tempo, o coordenador explicou que as lesões de início de Brasileiro, na transição após o Estadual, atrapalharam o Figueirense. Cita casos como os de Zé Mário e Andrew, que são titulares da equipe e estiveram fora na largada da Série C. Gustavo Ramos e Nandinho, que chegaram neste período entre o Catarinense e o Brasileiro, também se machucaram.

Relargada

Figueirense recebe a Aparecidense domingo no Scarpelli
Figueirense recebe a Aparecidense domingo no Scarpelli
(Foto: )

Abel Ribeiro admitiu também que o jogo contra a Aparecidense, domingo no Orlando Scarpelli, tem um significado de recomeço para o time e para o clube. É um início de um novo ciclo de cinco jogos, numa partida dentro de casa em que existe uma necessidade urgente de vitória.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Salários e sequência de trabalho

O diretor garantiu que os salários estão em dia, que há muito respaldo da direção para dar totais condições de infraestrutura para a equipe nas viagens da competição. E firmou também posição que existe confiança plena no trabalho desenvolvido pela comissão técnica de Júnior Rocha. São duas questões fundamentais e que muitas vezes aparecem na derrota e complicam ainda mais o cenário. A palavra de Abel Ribeiro sobre estas questões vai ser sempre importante.

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas