nsc
    nsc

    Deixou escapar

    Avaí empata jogo que era pra vencer e precisa reconhecer seus erros, apesar da péssima arbitragem

    Compartilhe

    Faraco
    Por Faraco
    15/09/2020 - 20h53
    Posição de Pedro Castro era claramente legal no gol anulado no primeiro tempo
    Posição de Pedro Castro era claramente legal no gol anulado no primeiro tempo (Foto: reprodução/ Premiere FC)

    O Avaí poderia e deveria ter vencido. Não soube bater o Confiança, apesar dos muitos erros da arbitragem. O empate em Aracaju tem que ser considerado como resultado de dois pontos perdidos.

    A postura inicial da equipe era boa. Saiu pra cima, tomando a iniciativa, e se impondo, mesmo fora de casa. Mas parou de fazer isso assim que fez o gol, aos 11 minutos. Passou a se defender inexplicavelmente, mesmo com todas as claras fragilidades do adversário.

    Esse foi um grande erro do time. E o Avaí já poderia ter tomado o gol de empate na primeira etapa não fosse o goleiro Lucas Frigeri.

    O segundo tempo começou e o Avaí demorou pra fazer a leitura das mexidas no Confiança. Tomou jogadas do conhecido André Moritz, que iniciou os dois lances dos gols rápidos do adversário.

    Só depois de tomar a virada o Avaí foi pra cima pra se impor. Com mudanças que acrescentaram qualidade ao time, o Avaí pressionou e criou oportunidades de marcar. Acabou buscando um empate, mas poderia até ter virado o jogo. A sensação clara deixada é que o time poderia ter imposto o jogo desde o começo e feito o resultado, em vez de ficar correndo atrás. Deixou passar. Era pra ter vencido.

    Pontos positivos foram a presença de Rildo no ataque, a entrada do lateral Felipe, as entradas de Valdivia e Adryan pelo meio, por dentro, dando qualidade, o futebol de Kelvin, e também Pedro Castro no meio de campo, mas a frente e depois como primeiro volante. 

    Pontos negativos foram a postura do time depois de fazer 1 x 0, o zagueiro Sallinas, que tem muitas limitações, a inoperância do atacante Daniel Amorim, e os erros recorrentes de Capa nos cruzamentos. E outra: o Avaí partiu pro tudo ou nada de forma muito desordenada. É trabalho de Geninho, que precisa ser feito.

    ARBITRAGEM

    A arbitragem foi péssima. Errou contra o Avaí e contra o Confiança. Os erros mais evidentes são não ter expulsado o atacante Rildo, do Avaí, no primeiro tempo ainda com jogo 1 x 0 para o Leão, o gol mal anulado de Pedro Castro, também no primeiro tempo e quando o Avaí já vencia, e por fim um pênalti cometido por Mancini em cima de Rildo, no segundo tempo – o placar estava 2 x 1 para o Confiança. O gol de Rildo, também no segundo tempo, é discutível. Me pareceu legal, apesar da linha (torta) colocada na transmissão do Sportv.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas