O Atlético-GO fez pouco em termos ofensivos e levou muito da Ressacada. Foram três pontos conquistados pelo vice lanterna na casa do Avaí em uma vitória facilitada pelos erros do próprio Leão.

Continua depois da publicidade

Os dois gols do time de Goiás nasceram de erros de escolha dos jogadores de defesa do Avaí. O primeiro de um passe errado do volante Sarará na saída de bola. O segundo gol num erro primário do lateral Natanael, que ofereceu o contra-ataque escancarado para os adversários.

Em termos de escalação, Lisca optou por jogar com Muriqui no meio, como segundo homem pela esquerda – algo bastante estranho e que não funcionou, pois o time criou pouco no primeiro tempo. Depois, perdendo, adiantou Muriqui como um segundo centroavante. Também não funcionou.

Receba notícias de Santa Catarina via Telegram

O time descontou com Pottker, que foi o melhor do Avaí, mas fez pouco para tentar buscar o empate, mesmo com total posse de bola no segundo tempo. Nem o goleiro Renan precisou trabalhar tanto para defender a vitória do Atlético. O Avaí se desorganizou pra atacar e ficou levantando bola na área adversária, facilitando a vida da equipe goiana.

Continua depois da publicidade

A derrota é pesada. O Avaí precisava ganhar. Dificulta ainda mais a já difícil briga contra o rebaixamento.

Ouça a entrevista pós-jogo do técnico Lisca:

Destaques do NSC Total