nsc
nsc

De saída

Chapecoense tem um problemão com saída de Louzer

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
14/04/2021 - 14h11
Louzer até agora não se manifestou sobre a escolha
Louzer até agora não se manifestou sobre a escolha (Foto: Márcio Cunha/ ACF)

Não vai ser fácil para a Chapecoense superar a saída de Umberto Louzer. Até porque ela se soma a outras saídas do time campeão da Série B, que já ocorreram. Já foram João Ricardo, William Oliveira, Alan Ruschel, Luiz Otávio, Denner e Aylon.

Desde que chegou, Louzer transformou a Chape, ajudando dentro de campo, com as conquistas do Brasileiro da Série B e acesso, e do Catarinense 2020, e fora de campo, com o aumento considerável de receita que uma chegada à Série A proporciona.

O time é muito organizado em campo. E muito bem comandado também. Louzer é detalhista nos jogos ao cumprimento tático dos jogadores. Cabe a frase que o “time tem a cara dele”.

Quando chegou, Louzer pegou uma equipe na lanterna do Catarinense. Ou seja, fez tudo praticamente do zero.

Louzer está trocando um trabalho autoral pelo risco total no Sport

Louzer fez história na Chape com a conquista do Catarinense e da Série B 2020
Louzer fez história na Chape com a conquista do Catarinense e da Série B 2020
(Foto: )

Umberto Louzer chega no Sport como mais uma aposta do que uma certeza. Ainda não tem renome nacional para ter esse respaldo, mesmo sendo o campeão da Série B 2020. Não vai haver paciência com ele se não houver resultado.

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

Na Chapecoense ele teria essa paciência. Pelo simples fato de ter construído para ter esse respaldo. Uma oscilação no início do Brasileiro seria compreendida aqui certamente como não vai ser lá.

O treinador arrisca fora de campo como seus times não fazem tanto dentro de campo. É claro que a questão salarial pesou, mas o que leio na imprensa pernambucana é que o Sport vive uma crise financeira atualmente. Ou seja, até nisso Louzer está arriscando.

Leia a nota oficial da Chapecoense:

A Associação Chapecoense de Futebol informa, de maneira oficial, que Umberto Louzer não é mais o técnico da equipe alviverde. A decisão foi tomada a pedido do profissional, que manifestou o desejo de seguir para novos desafios.

No clube desde fevereiro de 2020, Umberto Louzer comandou a Chapecoense em 56 jogos oficiais e manteve a expressiva marca de 66,07 % de aproveitamento. Neste período, foram 31 vitórias, 18 empates e apenas sete derrotas, que renderam ao Verdão o título do Campeonato Catarinense, o retorno à Série A e o inédito título da Série B do Campeonato Brasileiro.

Além do treinador, o auxiliar técnico Gabriel Remédio e o preparador físico Marcelo Rohling também encerram o seu vínculo com o clube. Em contrapartida, Felipe Endress demonstrou interesse em permanecer e, a partir de agora, atuará como auxiliar técnico da comissão permanente.

Pelo trabalho vitorioso realizado por Umberto e sua comissão técnica a frente do Verdão, a agremiação expressa a sincera gratidão e o desejo de que os próximos projetos sejam de aprendizado e de sucesso.

Além disso, diante das baixas, o clube reitera que desde o momento em que foi informado sobre o desligamento dos profissionais, iniciou o trabalho de avaliação e busca por nomes disponíveis no mercado. Desta forma, o anúncio do novo treinador acontecerá no momento oportuno.

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas