nsc
nsc

Inexplicável

Convocação da Seleção: Faltou Vini Jr., o melhor brasileiro na Europa atualmente

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
29/10/2021 - 12h00
Vini Jr. em ação pelo Real Madrid na Liga dos Campeões
Vini Jr. em ação pelo Real Madrid na Liga dos Campeões (Foto: Antonio Vilalba/ Real Madrid)

Saiu a convocação da Seleção Brasileira para mais dois jogos das eliminatórias para a Copa do Mundo 2022 e não há o que justifique a ausência do atacante Vinicius Jr. do Real Madrid. O jovem é o brasileiro que está em melhor fase no futebol europeu na atualidade. É a sensação na La Liga, o campeonato espanhol. Virou capa dos jornais esportivos, quase diariamente.

O técnico Tite argumentou que as atuações recentes de Antony e Raphinha foram determinantes para que Vini Jr. tenha ficado fora da lista. É uma desculpa inaceitável, na realidade. Raphinha e Antony tinham que estar, é óbvio, mas junto com Vinicius Jr., que inclusive, no último domingo, foi destaque no superclássico Barcelona X Real Madrid, no Camp Nou. Na semana passada, fez um gol antológico na Liga do Campeões e foi comparado ao fenômeno Ronaldo.

Vini Jr. foi destaque no final de semana no superclássico contra o Barcelona
Vini Jr. foi destaque no final de semana no superclássico contra o Barcelona
(Foto: )

Num conceito que a Seleção é a reunião dos melhores e daqueles que estão bem nos seus clubes, a meritocracia deu lugar ao “grupo Tite” mais uma vez. O “grupo Tite” aparece em convocações como a de Philippe Coutinho, que é um grande jogador, mas está em péssima fase no Barcelona. Não se justifica. Simplesmente, por méritos dele, Vinicius Jr. teria que estar na lista.

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Após a derrota para a Bélgica, na Copa de 2018, Tite fez uma reflexão em entrevista ao canal Sportv em que afirmou que uma das lições que a eliminação trouxe foi estar aberto a novidades e mudanças. Pelo visto ficou só no discurso. Há um ano da Copa do Mundo, é preciso, cada vez mais, potencializar o que há de melhor.

Confira os convocados de Tite:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Gabriel Chapecó (Grêmio);

Laterais: Danilo (Juventus), Emerson Royal (Tottenham), Alex Sandro (Juventus) e Renan Lodi (Atlético de Madrid);

Zagueiros: Éder Militão (Real Madrid), Lucas Veríssimo (Benfica), Marquinhos (PSG) e Thiago Silva (Chelsea);

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Fred (Manchester United), Gerson (Olympique de Marselha), Lucas Paquetá (Lyon) e Philippe Coutinho (Barcelona);

Atacantes: Antony (Ajax), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Matheus Cunha (Atlético de Madrid), Neymar (PSG) e Raphinha (Leeds).

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, traz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, traz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas