São 22 contas que passam da casa do milhão de reais na lista consolidada de credores do Figueirense. Nomes conhecidos da torcida e outros totalmente desconhecidos. Estão nela ex-jogadores, ex-dirigentes, técnicos que passaram pelo Orlando Scarpelli, empresários, agências de atletas, prestadores de serviço e fornecedores.

Continua depois da publicidade

Figueirense deve justificativas e explicações ao seu torcedor

A lista de credores era um dos documentos da Recuperação Extrajudicial do Figueirense, anulada esta semana na Justiça de Santa Catarina. Os valores que estão expressos nela não têm correções e nem eram os valores com deságio, previsto nas negociações da RE derrubada na terça.

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

São valores da dívida que está consolidada e admitida pelo Figueirense, que certamente vão ter acréscimos de juros até que o clube consiga tocar sua Recuperação Judicial e que podem ter novamente descontos se forem renegociadas dentro de um novo processo na Justiça.

Continua depois da publicidade

Confira a seguir as 22 maiores contas de credores da dívida do Figueirense:

1 – Marcos José Santos Meira – empresário – R$ 13.089.552,39 – empréstimo feito na gestão Elephant

2 – Dome Tecnologia Ltda – Empresa de Engenharia, mas que também trabalha com aquisição de direitos econômicos de atletas – R$ 7.024.100,35

3 – Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios Sport Partners – fundo de investimentos que teria “comprado” parte da dívida do clube referente a empréstimos realizados – R$ 6.513.144,85

4 – Júlio César da Silva e Souza – ex-atleta do Figueirense – atuou nas temporadas 2011 e 2012 – R$ 2.155.841,70

Continua depois da publicidade

5 – Paulo Emanuel Barbosa dos Santos Junqueira – médico – empréstimo feito ao Figueirense durante a gestão Elephant – R$ 2.100.895,32  

6 – FP Informações Cadastrais – Empresa ligada à financeira – dívida de empréstimo realizado pelo Figueirense – R$ 2.072.738,92

7 – Elton Brandão – ex-atleta do Figueirense – atuou na temporada 2018 – R$ 1.885.839,16

8 – Wilfredo Brillinger – ex-presidente do clube, de 2012 a 2018 – são duas assinaturas de dívida – R$ 1.563.949,77 e R$ 296.487,42, totalizando R$ 1.860.437,19

9 – Rafael Costa dos Santos – ex-atleta do Figueirense – atuou em 2013 pelo clube – R$ 1.813.577,15

10 – K2 Soccer – empresa de agenciamento de atletas – R$ 1.697.020,49

11 – Diego Maravalhas – empresário/ corretor de imóveis – dívida de empréstimo feito durante a gestão Elephant – R$ 1.665.439,61

Continua depois da publicidade

12 – TREZE administração Esportiva – empresa de agenciamento de atletas – R$ 1.636.062,89

13 – Raul José Cardoso – ex-atleta do Figueirense – lateral direito que atuou nas temporadas 2018 e 2019 – fez 10 partidas – R$ 1.523.360,06

14 – José Eduardo Bischofe de Almeida – atacante Zé Love – ex-taleta do Figueirense – atuou na temporada 2018 – fez 14 partidas – R$ 1.385.368,43

*** Foi a ação de contestação na Justiça de autoria dos advogados de Zé Love que acabou resultando na anulação da Recuperação Extrajudicial do Figueirense***

15 – Jonatan Ponciano – ex-atleta do Figueirense – atuou entre as temporadas 2010 e 2015, mas tem registro de apenas 4 jogos pelo clube – são duas assinaturas de dívida – R$ 777.883,00 e R$ 586.522,90, totalizando R$ 1.364.405,90

Continua depois da publicidade

16 – Diego Renan – ex-atleta do Figueirense – lateral, que atuou na temporada 2018 – R$ 1.223.689,95

17 – D’ávila Nascimento Participações e Investimentos – empresa de consultoria de Investimentos, que também teria “comprado” parte da dívida do Figueirense R$ 1.191.307,37

18 – Giselle de Farias – dívida trabalhista – R$ 1.124.493,46

19 – Aloísio Dos Santos Gonçalves – ex-atleta do Figueirense – atacante que atuou nas temporadas 2011 e 2012, o famoso Aloísio Boi Bandido – R$ 1.097.424,29

20 – Marco Antônio Miranda Filho – ex-atleta do Figueirense, que atuou nas temporadas 2014, 2017 e 2018 – R$ 1.039.616,67

21 – Agência 90 minutos – agência de gerenciamento de carreira de atletas – R$ 1.019.330,60

22 – Jorge Henrique de Souza – ex-atleta do Figueirense – atuou nas temporadas 2017 e 2018 – R$ 1.004.960,00

Continua depois da publicidade

Treinadores, ex-atletas do Figueira, preparadores e até clubes grandes do país

Há vários treinadores que passaram pelo Orlando Scarpelli que ainda têm o que receber do clube. Com passagens rápidas ou marcantes, com alguma identificação ou não. Entre os credores estão Marcelo Cabo, Hemerson Maria, Vinicius Eutrópio, Guto Ferreira, Elano, Rogério Micale , Pintado e Raul Cabral.

Na relação dos ex-atletas estão o ídolo Fernandes, os zagueiros Alemão e Marquinhos Silva, os atacantes Maikon Leite, Henan e Romarinho, o meia Fellipe Mateus, hoje no Criciúma, Roger Carvalho, Thiago Heleno e os polêmicos Carlos Alberto e Lenny.

Recuperação Judicial: qual o próximo passo do Figueirense com seus credores

O Figueirense também deve uma grana considerável para dois excelentes preparadores físicos. Marcos Seixas, atualmente no Fluminense e na Seleção, tem R$ 992 mil para receber, e José Mário Campeiz ainda tem R$ 496 mil pendentes.

Times de futebol têm crédito com o Figueirense. Entre eles Flamengo, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Sport, Vitória e o PSTC, que forma atletas no Paraná.

Continua depois da publicidade

Leia Mais:

Justiça homologa Recuperação Extrajudicial do Figueirense

Recuperação Extrajudicial do Figueirense em risco na Justiça Catarinense

Figueirense ganha tempo na Justiça Catarinense para reativar Recuperação Extrajudicial

A estratégia do Figueirense para reativar a Recuperação Extrajudicial

Destaques do NSC Total