nsc
nsc

Resultado fundamental

Edílson comanda a virada do Avaí sobre o Paraná

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
13/11/2020 - 20h07 - Atualizada em: 13/11/2020 - 20h08
Edílson comemora com Rildo o gol da virada no segundo tempo
Edílson comemora com Rildo o gol da virada no segundo tempo (Foto: André Palma Ribeiro/ Avaí FC)

A presença do lateral Edilson já fez toda a diferença para o Avaí no jogo complicado, a vitória de virada sobre o Paraná na Ressacada. As jogadas saiam pela direita, com o lateral sendo praticamente o meia pelo lado do campo. O meia que o Avaí não tinha pelo centro do gramado.

O Avaí não foi melhor que o Paraná. O time de Curitiba foi melhor. Mas o resultado foi muito importante. O Leão, é verdade, esteve mais organizado que na partida passada contra o Náutico. Mas ainda está distante de um equilíbrio defensivo e de uma boa produção ofensiva.

A bola parada, com Edílson, era a principal jogada/arma do Avaí. Foi assim que surgiu o gol da virada.

O primeiro gol foi um chutaço de Rômulo, numa das poucas iniciativas individuais dos homens de frente. Na realidade foi o único chute do Avaí com endereço certo durante todo o jogo.

O mérito do Avaí esteva na luta e na força para virar o placar e buscar o resultado que precisava. Ainda tem muito a ajustar na defesa, que deu espaços e Frigeri acabou sendo nome importante. E principalmente o meio pra frente, em que ainda não há ajustes e mecanismos para trabalhar a bola e envolver os adversários.

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas