nsc
nsc

Muitos erros

Empate do Figueirense com o CSA é pouco na conta geral, mas pode se considerar ponto somado

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
08/01/2021 - 23h42
Jogo foi movimentado no Orlando Scarpelli, apesar do empate sem gols
Jogo foi movimentado no Orlando Scarpelli, apesar do empate sem gols (Foto: Patrick Floriani/ FFC)

Foi um bom jogo, bem disputado entre Figueirense e CSA. Na realidade era uma partida pra ter gols pelo que os times apresentaram. Tanto o Figueirense, quanto o CSA jogaram expostos e procurando o gol. O risco esteve presente dos dois lados.

Mas foram muitos erros também. Não foi uma noite inspirada para os atacantes das duas equipes. O CSA até teve uma grande chance. O Figueirense ficava sempre no quase, com um passe ou uma escolha errada.

A partida sempre esteve aberta. O CSA começou melhor os dois tempos do jogo. E o Figueirense foi se ajustando dentro das duas etapas para pressionar o adversário. Terminou os dois tempos em cima e tentando marcar, mas sem acertos.

As voltas de Guilherme à zaga e Diego Gonçalves ao ataque foram importantes. Os dois jogadores foram os melhores nos seus setores.

No final das contas o resultado foi bom para o CSA, que voltou para o G4 da competição, e não foi ruim para o Figueirense, que, apesar de voltar ao Z4, segue sua luta rodada a rodada, até o final, e enfrentou uma equipe qualificada e organizada. O que pesa para o Figueirense neste momento é a derrota – um pecado – para o Oeste, lanterna da competição, no sábado passado.

Agora é seguir no jogo a jogo tentando fazer as três vitórias necessárias. O futebol que o Figueirense pratica neste momento da competição nos convence que é possível.

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas