nsc
nsc

Eliminação

Figueirense foi uma decepção completa no Maracanã

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
25/08/2020 - 23h42
Figueirense não esboçou nenhuma competitividade no Maracanã
Figueirense não esboçou nenhuma competitividade no Maracanã (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense FC)

A decepção não se dá somente pela eliminação do Figueirense pelo Fluminense na Copa do Brasil. A maior decepção foi a péssima atuação da equipe. Faltou tudo!

O Figueirense não executou bem a primeira estratégia de jogo, que era de contra-ataques. Ofereceu ao Fluminense o primeiro gol muito rápido, aos 14 minutos do primeiro tempo.

Precisava ali mudar a postura e a estratégia desenhada para o jogo, buscando mais agressividade e articulação. Não teve nada disso.

Não tinha mais o contra-ataque à disposição, porque o Fluminense esperava no seu campo de defesa, e não tinha nenhuma criatividade e organização com a bola nos pés.

Quando o segundo tempo começou, o time já deveria ter voltado com alterações para produzir algo com a bola nos pés. Isso só foi feito, com as entradas de Everton e Pedro Lucas, depois que o Fluminense fez o segundo gol.

Mesmo com estas entradas, o time seguiu não produzindo. Não havia uma jogada trabalhada. Uma alternativa sequer de buscar um gol. Em todo o jogo, o Figueirense teve apenas uma chance real, com Marquinho aos cinco minutos do segundo tempo.

Erros foram a marca do time

Nenê foi o dono do jogo
Nenê foi o dono do jogo
(Foto: )

O primeiro gol do Fluminense foi de uma falta que foi originada de uma saída de bola errada. O segundo gol veio com uma falha de marcação na entrada da área, com Nenê – o jogador a ser marcado – livre para chutar. O terceiro gol veio de uma atravessada de bola no meio de campo, em que o Figueirense ofereceu ao Fluminense um lance de contra-ataque.

Marquinho era pra ser o cara de comando com a bola nos pés. Não foi nada disso. Foi um dos piores em campo. Enquanto isso, Nenê, muito mal marcado comandou tudo em campo e decidiu o jogo e a vaga do Flu. Foi um show de erros da equipe para um jogo tão importante para a temporada.

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, traz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, traz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas