nsc
nsc

Projeção

Figueirense: metas ousadas de Jorginho não combinam para curto prazo

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
15/06/2021 - 09h59
Jorginho foi o convidado do GiroTotal#7
Jorginho foi o convidado do GiroTotal#7 (Foto: divulgação/ NSC Total)

O Figueirense que entrou em campo no último domingo, no empate em 1 x 1 com o Paraná, pela Série C, tinha apenas dois titulares da equipe que encerrou a participação de forma precoce no Catarinense 2021. É uma realidade que impõe ao treinador um trabalho muito difícil no dia a dia para encaixar a equipe.

O Figueirense que foi rebaixado na Série B, ao final da temporada 2020, que acabou em janeiro deste ano, parece uma equipe muito distante. Houve um time no Catarinense e há um novo time, ainda não tão bem conhecido. agora neste início de Série C. Era necessário dispensar e contratar e foi feito. Chegaram 12 jogadores e já saíram 10. E ainda vão chegar outros, segundo o próprio Jorginho.

Mesmo com cenário muito complicado para trabalhar, o técnico mantém metas ousadas na formação da equipe. No GiroTotal#7 desta segunda-feira, o técnico do Figueirense foi o entrevistado. Entre os objetivos iniciais é ter uma base de time definida já na quinta rodada, que é daqui duas semanas, contra o Ypiranga.

A segunda perspectiva que chama atenção é manter o time com DNA ofensivo, o que é sempre mais difícil de fazer.

Sem duvidar da capacidade de trabalho do treinador, acredito que, para este tempo curto, são metas conflitantes. Existe uma máxima no futebol – real – de que destruir é bem mais fácil que construir. Fazer marcar é mais fácil do que fazer jogar e criar. Combinando isso com o prazo curto estabelecido pelo treinador, de mais duas rodadas, o torcedor vai perceber que o Figueirense ainda vai ter muitos problemas em campo.

Acredito que o Figueirense possa ter um time para tomar iniciativa e atacar os adversários no seu grupo, mas avalio que isso vai tomar mais rodadas do calendário. Talvez na virada do turno pro returno. Até lá ainda vai ser preciso ser mais estratégico, talvez até cauteloso em alguns desafios.

Leia também

Avante, Figueirense: CBN Sábado Show destaca centenário do clube

Centenário do Figueirense: 10 fatos que marcaram a história do clube

Raiz alvinegra: Khevin é o elo entre o passado e o presente do Figueirense no ano do centenário

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas