Mais um episódio. Quase toda rodada, destas últimas do Brasileirão, vem um desrespeito, uma acusação sem prova, um gesto que coloca o esporte que praticam em dúvida, em descrédito.

Continua depois da publicidade

Avaí tem que tirar a “final de Copa do Mundo” do discurso contra a Ponte Preta

Veja os motivos para o Avaí comemorar o retorno do meia Giovanni

O mais recente capítulo veio do dono do Botafogo, John Textor, que enfurecido com o fracasso do seu time na partida contra o Palmeiras, invadiu o gramado para protestar pra quem estivesse disposto a ouvir. Acusou a CBF de corrupção e pediu a renúncia do presidente Ednaldo Rodrigues porque o Botafogo levou uma virada de 3×0 para 3×4 do possível maior concorrente dele no Brasileirão. Para Textor a responsabilidade era do árbitro e da “CBF corrupta”, que estaria então manipulando o campeonato.

Botafogo e Palmeiras fizeram um resumo do campeonato em 90 minutos

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Já o Palmeiras ficou quietinho no seu canto. Porque desta vez venceu. Porque quando não estava vencendo, o seu técnico Abel Ferreira e seu auxiliar, João Martins, foram na mesma linha, falando em “sistema” e fazendo gestos para acusar alguém de estar roubando o time e o clube. 

Na partida entre Corinthians e Botafogo em São Paulo, o lateral Marçal, um dos líderes dos jogadores do time que ainda é o primeiro lugar do campeonato saiu de campo expulso e acusando: “isso aqui que é roubo, Abel”. 

No Figueirense o que muda para José Carlos Lages? Fica ou sai?

Fora outros exemplos de desrespeito à arbitragem que vêm se sucedendo nas partidas do campeonato, como German Cano, do Fluminense, tirando a bola da mão do juiz com um tapa, ou o atacante Bruno Henrique, do Flamengo, xingando o árbitro contra o Santos.

Os árbitros e as arbitragens estão realmente péssimos. Não há como não concordar, mas se ninguém respeita ninguém, tudo vira bagunça. Acima de tudo, está havendo um grande desrespeito ao jogo, ao futebol. E depois querem vender o produto por milhões… achando que outros têm que dar um valor que eles mesmos não dão. 

Continua depois da publicidade

Se todos acham que há um esquema, que há roubo, que estão sendo roubados e que alguém está sendo privilegiado, é melhor nem sair de casa. O sorriso daquele que levanta a taça depois de dizer que havia “esquema” ou “roubo” é o sorriso do hipócrita. Aquele que quando perde coloca tudo em descrédito e quando ganha quer o reconhecimento da glória eterna.    

Destaques do NSC Total