nsc
    nsc

    Legado

    Manezinho Peter Lemke Schrader, que morreu em Goiânia, ganha despedida emocionante

    Compartilhe

    Leo
    Por Leo Coelho
    01/05/2020 - 07h00 - Atualizada em: 03/05/2020 - 07h07
    Com apenas 39 anos, Peter era casado com Sueli Schrader. (Foto: Arquivo Pessoal)
    Com apenas 39 anos, Peter era casado com Sueli Schrader. (Foto: Arquivo Pessoal)

    Filho do dono do bar Armazém Vieira, o manezinho Peter Lemke Schrader, faleceu no início dessa semana em Goiânia. Campeão brasileiro de ciclismo, atuou por 7 anos na magistratura de Goiás, sendo 4 anos na comarca de São Luís de Montes Belos, onde conheceu e se casou com a advogada goiana Sueli Barbosa Gonçalves Schrader.

    > Espetáculo exclusivo: NSC Total transmite “O Quebra-Nozes”, apresentado pela Escola do Teatro Bolshoi

    Peter havia se aposentado há menos de um mês, após sua luta de três anos de tratamento contra um câncer. O juiz era filho do engenheiro alemão, proprietário do lendário Armazém Vieira, Wolfgang Arndt Willi Schrader, e da nutricionista Verônica Marta Lemke Schrader, irmã da empresária Giovana Lemke Schrader.

    Peter Schrader recebeu honrarias militares durante seu sepultamento como se fizesse parte da corporação.

    Leia também: Santa Catarina tem 242 novos casos e duas mortes por coronavírus em 24 horas

    Cortejo emocionou familiares e amigos
    Cortejo emocionou familiares e amigos
    (Foto: )

    O cortejo emocionou a cidade por onde passou ao ser levado por um caminhão do Corpo de Bombeiros, seguido de ciclistas e viaturas da Polícia Militar.

    Sua atuação colecionou inúmeras conquistas e reconhecimentos, por suas decisões inovadoras por onde passou, respeitado por sua conduta ética e irrepreensível, sempre aproximando o Poder Judiciário da comunidade.

    Peter foi o primeiro juiz em São Luis de Montes Belos a confessar sua fé Cristã em praça pública, participando da leitura bíblica anual por duas vezes.

    Ciclista catarinense recebeu uma bonita homenagem
    Ciclista catarinense recebeu uma bonita homenagem
    (Foto: )

    O juiz ciclista foi um agente de transformação e oportunidades em mais de um presídio, levando aos detentos dignidade, respeito e oportunidades de estudo e empregos.

    Deixou um legado e saudades nas vidas que ele tocou.

    Leia também:

    Família é flagrada carregando a sogra no porta-malas do carro na SC-401 em Florianópolis

    "Luzes estranhas" que chamaram a atenção no céu de SC serão vistas novamente neste sábado

    Pontos luminosos são vistos no céu de cidades catarinenses; entenda o fenômeno

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas