Era perto das 13h30 quando cinegrafistas, repórteres, editores, produtores, corpo administrativo e todos que compõem o time da NSC se reuniram na redação da empresa. O motivo era tão nobre que o espaço ficou pequeno: homenagear o ícone Mario Motta que, depois de 36 anos está deixando a apresentação do Jornal do Almoço e também a NSC Comunicação. A homenagem surpresa levou às lágrimas o comunicador e os colegas de jornada.

Continua depois da publicidade

Motta chegou à redação da TV conduzido pelo presidente da NSC, Mário Neves, e pelo diretor de jornalismo da empresa, Cesar Seabra. De muletas, o apresentador encontrou a redação repleta de colegas e se emocionou.

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

A homenagem começou com as palavras de agradecimento de Mário Neves. O presidente da NSC Comunicações enalteceu o trabalho e a entrega do apresentador aos catarinenses. Em seguida, o diretor Cesar Seabra agradeceu – extremamente emocionado – por todos os anos de vida que Motta dedicou aos catarinenses e, em especial, ao Jornal do Almoço. Daniela Peretti, gerente geral da NSC TV, também agradeceu por todos os bons momentos vividos dentro da redação.

Quando chegou a vez de Mário Motta se manifestar, o coração falou mais alto e a emoção tomou conta de todos. Um suspiro profundo lhe trouxe forças para o discurso de despedida.

Continua depois da publicidade

Entre tantas palavras de agradecimento, Mário Motta dividiu com colegas uma travessura guardada a sete chaves. Em 2019, durante as comemorações dos 50 anos do Jornal Nacional, o programa fez um rodízio na apresentação com jornalistas definidos por sorteio de todo o Brasil. Fabian Londero foi o sorteado, representando Santa Catarina na bancada do telejornal. Feliz, porém com um desejo enorme de participar daquele momento ímpar da televisão brasileira, Mário Motta chegou em casa e escreveu um e-mail para William Bonner. No texto, Motta sugeriu – mais do que respeitosamente – um último apresentador. Um jornalista que pudesse representar todos os demais profissionais que ficaram de fora do histórico rodízio.

Além da sugestão, Mário também se colocou à disposição para representar os colegas de todo o Brasil. Depois de mais de um mês do envio do corajoso pedido, veio um telefonema da redação. Por sua coragem, respeito e – principalmente – por ser o apresentador mais antigo de todas as afiliadas da Rede Globo, William Bonner escalou Mário Motta, juntamente com Lídia Pace, do Rio Grande do Norte, para comandar o Jornal Nacional do dia 30 de novembro de 2019.

Que felicidade a nossa privar da convivência de um ser humano tão especial, de vida tão simples e tão marcante! Um paulistano que chegou a Santa Catarina em 1974, adotado pelos lageanos e acolhido em Florianópolis para se comunicar com todo o Estado através da televisão. Um mérito alcançado com muito esforço, dedicação e humildade. Pilares que tornaram Mário Motta um dos maiores ícones do jornalismo no Brasil.

Confira como foi a chegada de Mário Motta a redação da NSC TV para ser homenageado.

Leia mais:

Empresário de SC ganha ação de R$ 260 mil contra Instagram e Facebook

Estaleiros de SC vão expor barcos de até R$ 50 milhões no Rio Boat Show 2022

Jean Graciola, pres. da FG, vista o Museu do Futuro em Dubai

Veja quem passou pelo Corona Sunsets no fim de semana em Floripa

Dazaranha lança música inédita sobre preservação dos mares

Tijucas vai ganhar um restaurante Outback

Destaques do NSC Total