nsc
nsc

Opinião

Ameaça de impeachment de Moisés prejudica a economia e afasta investidores de Santa Catarina

Compartilhe

Loetz
Por Loetz
22/07/2020 - 06h00
foto mostra carlos moisés com expressão de desânimo
O grande equívoco do governador Moisés é ter se "enclausurado" no gabinete (Foto: Marco Fávero/ Arquivo NSC)

A possibilidade de abertura de processo de impeachment do governador Carlos Moisés cria um ambiente muito negativo para a economia catarinense num momento em que a crise sanitária e a econômica desencadeiam aflições múltiplas resultantes de vendas menores, e consequente forte queda do PIB e aumento do número de desempregados. 

> Renato Igor: Impeachment de Moisés explica-se mais pela fragilidade política do que por crime de responsabilidade

Desde março, a receita do Estado vem caindo, com pico de queda acontecendo em maio; a produção industrial caindo, o total de demissões já ultrapassa os 500 mil trabalhadores, comércios estão fechando as portas.

É neste cenário que se desenha a perspectiva de um processo político de impeachment vir a acontecer na Assembleia Legislativa.

> Dagmara Spautz: Xadrez da política começa a mexer as peças pelo impeachment de Moisés e Daniela

A iniciativa privada precisa de segurança jurídica e sempre pede, a todos os governantes, independentemente de partidos, que o Estado promova ações que levem à melhora das condições de infraestrutura — fator chave de competitividade para os negócios.

> Upiara: Respostas de Moisés deixam dúvidas sobre quando ele soube de erros na compra dos respiradores

No caso do processo ser aberto no Legislativo, todo o governo vai sangrar por meses, exatamente os mesmos meses nos quais todos deveriam centrar esforços para minimizar os efeitos catastróficos gerados pela pandemia do novo Coronavírus.

O problema maior de um eventual processo de cassação do mandato de Carlos Moisés está na incerteza sobre o futuro imediato. Os empresários e todas as lideranças de municípios precisam ter certeza de que dialogam com legítimo representante do Poder Executivo estadual: ações de interesse conjunto só são possíveis se há confiança e credibilidade recíprocas.

O grande equívoco de Moisés é ter se enclausurado no gabinete. Esse distanciamento da sociedade e da classe política em geral é o fruto que colhe agora.

Para a economia eventual processo é um grande problema. Durante a sua tramitação quaisquer investimentos de grande porte ficam em stand by. Os investidores esperam por desfecho para saber qual será o interlocutor válido. Eventual processo de impeachment desarranja a economia e coloca os empresários em estado de alerta máximo.

> Moisés responde as 15 perguntas da CPI dos Respiradores; veja o que disse o governador

As posições de entidades empresariais ouvidas pela coluna revelam o estado de ânimo das lideranças diante da iminência de abertura de um processo de impeachment do governador.

Do presidente da Fiesc, Mário Cezar de Aguiar: 

— Se houver esse processo de impeachment será um prejuízo grande para o Estado. Neste momento a concentração de todos deveria estar na busca pela manutenção da saúde das pessoas, e se preparar para retomada da economia. Não entro no mérito da questão, mas essa discussão atrapalha.

Jonni Zulauf, da Facisc concorda: 

— Isso gera uma instabilidade, que tem efeitos ruins para a economia. Trocar, agora, é ruim. Aí a economia dará mais uma ré. Para além da questão de abertura de processo, Moisés não soube conversar com os deputados estaduais; nem com prefeitos. E, salvo alguns secretários, a sua equipe é inexperiente; e nem ele tem vivência política: sequer sabe comunicar aquilo que fez de acertado até agora.

Rosi Dedekind, da Fampesc, emenda: 

— É hora de focar na resolução dos problemas derivados da Covid-19. Se trocarmos o comando do Estado não sabemos o que virá; é desviar a atenção do principal e do urgente.

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Mais colunistas

    Mais colunistas