nsc
    nsc

    Infraestrutura

    Só 7,5% das obras de duplicação da BR-280 estão prontas em São Francisco do Sul, admite governo federal

    Compartilhe

    Loetz
    Por Loetz
    27/08/2020 - 14h54 - Atualizada em: 27/08/2020 - 15h23
    Apenas 7,5 quilômetros foram realizados, de um total de 36 em trecho de São Francisco do Sul até a BR-101
    Apenas 7,5 quilômetros foram realizados, de um total de 36 em trecho de São Francisco do Sul até a BR-101 (Foto: arquivo pessoal)

    As obras da BR-280, no contorno de Jaraguá do Sul, deverão estar concluídas até dezembro de 2020. A afirmação é do superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) em Santa Catarina, Ronaldo Carioni, durante live promovida pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina. Se naquele trecho as obras estão avançadas, no lote 1.1, que vai de São Francisco do Sul até a BR-101, apenas 7,5% foram realizados, de um total de 36 quilômetros. Os recursos para este ano, neste trecho, também são insuficientes. Foram liberados R$ 70 milhões, de um conjunto necessário, estimado pela  Fiesc, de R$ 209,7 milhões para a obra toda.

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

    Carioni explicou que a maior dificuldade está entre os quilômetros 9 e 12 da rodovia, porque há, lá, uma  área indígena próxima. As obras estão em andamento entre os quilômetros 3 ao 9, pela Construcap, vencedora da licitação do lote 1.1. É o trecho que corresponde ao futuro contorno do município de São Francisco do Sul.

    O superintendente do DNIT disse, ainda, que a prioridade do governo federal, no Estado, é a duplicação da BR-470, com investimentos feitos, neste ano, no valor de R$ 100 milhões. Carioni ainda comentou sobre obras em outras rodovias federais no Estado, como a BR 282, BR 163 e BR 285.

    > Duplicações das BRs 280 e 470 com risco de contar com repasse menor em 2021

    A Fiesc, que vem acompanhando as obras e tem feito forte cobrança por melhorias na infraestrutura no Estado, apresentou levantamento dos estágios dos serviços. Para o conjunto dos trabalhos nas rodovias federais 163, 470, 282, 280 e 285 e na conservação, restauração e manutenção dessas estradas fedrais, seria necessário aporte de R$ 653 milhões.

    O presidente da Fiesc, Mário Aguiar, fez duras críticas à falta de manutenção das rodovias: - não podemos concordar com a grande quantidade de buracos nas rodovias. Isso é consequência da falta de manutenção adequada. Também voltou a pedir agilidade no trecho do Morro dos Cavalos, na BR-101 sul, onde há área indígena, e os trabalhos não conseguem ser finalizados.

    > Duplicação da BR-280: nova frente de obras prepara viaduto em Araquari

    A Fiesc ainda diz que há dez obras com prazos inicialmente acordados, e que já estão expirados.

    Para a indústria catarinense, a prioridade é a realização das duplicações das BRs 470, 282 e 163, por onde escoa grande parte da economia estadual.

    > Ministro anuncia entrega dos primeiros quilômetros duplicados da BR-280

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas