nsc
nsc

Operação Chabu 

O calcanhar de Aquiles de Gean

Compartilhe

Moacir
Por Moacir Pereira
14/12/2019 - 07h00 - Atualizada em: 14/12/2019 - 09h33
Prefeito.
Gean Loureiro. (Foto: Rodolfo Espínola / Agência AL / Divulgação)

O indiciamento do prefeito Gean Loureiro (DEM) no relatório da Policia Federal sobre a operação Chabu comporta duas leituras políticas. A primeira, de advogados e aliados, de que houve exagero no relatório, com a principal acusação sobre a existência de “sala secreta” no gabinete dele, fato desmentido pela vistoria dos delegados federais. Alegam que não há desvio de dinheiro público e, muito menos, prejuízo ao erário.

Neste contexto, o prejuízo político seria pequeno, na perspectiva das eleições municipais.  E ele mesmo abraça esta tese, dando continuidade ao “ Super Dezembro ” – programa de 180 atos, como inauguração de obras e entrega de ordens de serviço.

A segunda interpretação é a de que a Operação Chabu cria um fato novo na eleição de 2020, trazendo real desgaste a Gean Loureiro. O tamanho das perdas, contudo, vai depender do Ministério Público Federal, que poderá acolher o indiciamento, transformando-o em denúncia, ou arquivá-lo. E, sobretudo, a futura decisão do desembargador Leando Pausen, relator da Chabu no Tribunal Regional Federal de Porto Alegre. A verdade é que o prefeito Gean Loureiro fecha o ano com um robusto balanço de realizações.

Recebeu uma pesada herança, com a prefeitura com dívidas milionárias, equacionou as finanças e foi buscar recursos em Brasília. Saúde e educação vão muito bem, segundo todas as avaliações. A capacidade de trabalho dá um banho nos antecessores.

O principal desafio está na (i)mobilidade urbana, como estamos mostrando em todas as plataformas da NSC Comunicação. Cresce a insatisfação dos motoristas-eleitores e dos usuários de transportes coletivos, com várias vias da cidade travadas. Há regiões que provocam críticas diárias dos usuários, como a Beira-Mar Norte.

Omissões da Guarda Municipal e leniência dos órgãos de planejamento urbano causam irritação. Essa paralisia é o atual calcanhar de Aquiles do prefeito.

Privatização

Prossegue o confronto na Celesc entre a nova diretoria e os empregados. No centro do debate, a hipótese de privatização da estatal. Os trabalhadores criticam o presidente Cleicio Poleto, que encomendou parecer à Procuradoria-Geral do Estado para anular a eleição do diretor comercial, Antônio Linhares, com mandato de três anos.

Boletins do conselheiro Leandro Nunes da Silva denunciam que os atos visam à privatização da Celesc. Nas redes sociais, indagado quando privatizaria a estatal, o governador Carlos Moisés da Silva respondeu: “ No momento certo. Fazer fora de hora desvaloriza o ativo ”.

Campanhas

Previsão do ex-senador Jorge Bornhausen, em palestra na Loja Maçônica Cordialidade: “As redes sociais continuarão exercendo papel fundamental nas eleições municipais de 2020. As fake news devem continuar. O movimento por mudanças, decisivo em 2018, também atuará, mas com escolha de candidatos mais qualificados”.

Bornhausen voltou a indicar que Luciano Huck é o candidato dele à presidência da República em 2022.

Hotéis

Com 140 apartamentos, situado na SC-401, já está funcionando o Portofino Florianópolis, o mais novo hotel da Capital, integrante da rede Intercity. Empreendimento do empresário gaúcho Paulo Ghisleni, que se apaixonou pela Ilha e aqui mora há 19 anos.

No hall, um belo quadro de Nicson, o premiado artista da espátula, e um registro da família Ghisleni em Portofino, Itália. Já o mais novo e moderno hotel da Capital, do grupo Koerich, na Beira-Mar Norte, continua fechado há mais de um ano por ação judicial impetrada pelo grupo Marriott em São Paulo.

Náutica

Empresário Márcio Schaefer fez esta semana entrega da primeira unidade de moderna lancha com 77 pés. A segunda está sendo construída no estaleiro do Estreito e será destinada ao Rio de Janeiro.

A terceira foi adquirida por um empresário de Porto Rico. A Schafer Yaths lidera a fabricação de lanchas de recreio no Brasil, seguida pela Intermarine (SP) e Azimuth (Itajaí). A empresa já produziu 1,6 mil lanchas de 30 pés, recorde de vendas do segmento no Brasil.

CURTAS

RECURSO

O orçamento da União para 2020 prevê arrecadação de R$ 3,8 trilhões. Investimentos de ridículos R$ 19 bilhões, ou 0,5%. Mais grave: apenas R$ 120 milhões para infraestrutura em SC.

SAÚDE

O ministro da Saúde, Luiz Mandetta, autorizou a liberação de R$ 1 milhão para a UPA do Continente. Atendeu apelo do senador Jorginho Melo (PL).

Ato religioso comemorativo do Jubileu de Ouro do Frei Gunther Max Walzer ocorrerá neste domingo (15), às 16h, na Igreja São Francisco, no centro histórico da Capital.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC​

Acesse as últimas notícias do NSC Total

Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

siga Moacir Pereira

Últimas do colunista

Loading interface...
Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

siga Moacir Pereira

Mais colunistas

    Mais colunistas