nsc
nsc

Economia

Blumenau é a terceira cidade de SC que mais criou novos empregos em janeiro

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
16/03/2021 - 14h36
Vagas de emprego
Cidade contabilizou 1.813 novas vagas na largada do ano (Foto: Gilmar de Souza, BD)

O mercado de trabalho começou 2021 em alta em Blumenau, com saldo positivo de 1.813 novos empregos formais, com carteira assinada, criados em janeiro. Foi o terceiro melhor desempenho de Santa Catarina no mês, atrás apenas de Fraiburgo (+1.881, efeito do início da colheita da maçã) e Joinville (+1.876).

​> Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, e foram divulgados nesta terça-feira (16). O resultado do saldo corresponde à diferença entre todas as contratações e todas as demissões feitas no período.

A indústria puxou a abertura de postos de trabalho em Blumenau na largada do ano, com saldo positivo de 1.338 vagas. Destaque para o setor de confecção de artigos de vestuário e acessórios, com 543 novos empregos, e para a fabricação de produtos e artefatos têxteis, que juntas somaram 467 vagas.

Já o setor de serviços gerou 441 empregos no mês em Blumenau e a construção, outros 279. O único segmento com desempenho negativo foi o comércio, que fechou 245 vagas.

No geral, Santa Catarina criou 32.077 novos empregos em janeiro, o segundo melhor resultado do Brasil, atrás apenas de São Paulo (+75.202). O Estado liderou o ranking nacional de geração de vagas de trabalho em 2020.

Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas