nsc
    nsc

    Economia

    Com outubro atípico, saldo de empregos em Blumenau volta a ficar positivo em 2020

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    26/11/2020 - 16h30 - Atualizada em: 26/11/2020 - 16h42
    Mercado de trabalho
    Outubro foi o mês com o maior número de empregos criados na cidade em 2020 (Foto: Arquivo AN)

    Em um resultado fora da curva, Blumenau criou 2.294 empregos formais em outubro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Foi o melhor desempenho mensal da economia da cidade ao longo de todo o ano de 2020, levando em conta a diferença entre contratações (7.289) e demissões (4.995) feitas no período e já considerando a série de dados ajustada.

    > Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

    Com o resultado do último mês, Blumenau reverte o saldo do ano, que estava no vermelho até setembro: passa de uma perda acumulada de cerca de 700 empregos para um acréscimo de 1.596 vagas formais, com carteira assinada, reforçando a trajetória de recuperação do mercado de trabalho local.

    As contratações voltaram a acontecer a partir de junho, após a perda de cerca de 8,1 mil empregos entre março e maio. Nos cinco meses seguintes, o saldo positivo foi de 5.451 vagas. O acumulado de 2020 no azul, neste caso, é garantido pelos resultados de janeiro (+2.177) e fevereiro (+2.104).

    O resultado de outubro foi puxado pelo setor de serviços, responsável pela criação de 915 novos postos de trabalho em Blumenau no mês. Um dos destaques do segmento são as 256 vagas abertas para operadores de telemarketing.

    A indústria também se saiu bem, com 875 novos empregos criados no último mês. Destas vagas, 342 foram de embaladores e alimentadores de produção, as mais comuns no chão de fábrica. Isso sinaliza crescimento no número de pedidos.

    O comércio voltou a ter um mês positivo, com a abertura de 620 vagas, mesmo sem Oktoberfest na cidade. No setor, chama a atenção a criação de 165 postos de trabalho entre vendedores e demonstradores. A construção civil, por outro lado, foi a única grande atividade econômica que perdeu empregos, com fechamento de 116 vagas.

    Resultado atípico

    O desempenho da economia de Blumenau em outubro em nada se assemelha aos resultados deste mesmo mês em anos anteriores – em 2019, o saldo positivo foi de 674 vagas, e em 2018 (+498) e 2017 (+308) menores ainda. O volume atípico se explica pelo fato de 2020 ser um ano igualmente atípico por causa da pandemia, que provocou um desarranjo no mercado.

    Com empresas funcionando com poucas restrições mesmo em meio à crise sanitária e uma demanda que ainda continua reprimida, fábricas aceleraram a produção para dar conta dos pedidos – ao ponto de insumos básicos, como caixas de papelão, plástico, vidro e aço estarem mais escassos. 

    Sobre esta situação, empresários de Blumenau ouvidos pela coluna nos últimos dias admitem que esse alto volume de produção representa uma exceção pontual, que é preciso aproveitar para repor perdas, mas que em breve a situação deve se estabilizar. Alguns, inclusive, consideram que a economia pode estar passando por uma bolha que pode colocar em xeque a sustentabilidade dos negócios.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas