nsc
    nsc

    Turismo e lazer

    Concessão de praça em Blumenau prevê investimento de R$ 1,5 milhão e entrega em 2022

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    19/11/2020 - 17h50
    Praça da Estação
    Projeto prevê também construção de banheiros públicos (Foto: Divulgação)

    Mais tempo para a entrega da obra, que agora deve ficar pronta até 31 de março de 2022, e a possibilidade de instalar uma loja de souvenires adicional a um ponto de alimentação já anteriormente definido são as principais mudanças do reformulado edital de concessão da Praça Dr. Victor Konder, em frente à prefeitura de Blumenau, republicado nesta quinta-feira (19).

    > Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

    O documento sofreu alterações depois de não despertar o interesse de investidores da iniciativa privada na primeira tentativa de concessão. As propostas agora serão conhecidas no dia 21 de dezembro. 

    Demais pontos do edital original não mudaram. O futuro concessionário segue com a obrigação de construir uma réplica, em estilo enxaimel, da antiga Estação Blumenau, que pertencia à Estrada de Ferro Santa Catarina (EFSC). Ali, poderá explorar uma operação comercial gastronômica que pode ser um bar, um restaurante, uma choperia ou uma cafeteria e sublocar 25% da área para atividades relacionadas. O espaço deverá ficar aberto pelo menos cinco dias da semana. 

    Também é obrigação do concessionário construir pelo menos dois banheiros abertos ao público. O quiosque existente no local, que já foi usado pela Polícia Militar, será demolido.

    O investimento estimado é de R$ 1,52 milhão. Além da construção dos sanitários e de uma nova edificação, o valor inclui a revitalização de aspectos da praça, como paisagismo e mobiliário urbano, uma plataforma de concreto que vai receber mesas e cadeiras e a restauração da Macuca.

    O aluguel mensal será de R$ 8,5 mil, mas o valor será abatido dos investimentos que o concessionário fizer no espaço. A expectativa é que ele só seja cobrado depois do 15º ano de concessão, que valerá por 30. Os investidores também poderão explorar naming rights na edificação.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas