nsc
nsc

Economia

Coronavírus em SC: governo libera shoppings, restaurantes e academias a partir do dia 22

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
20/04/2020 - 17h53 - Atualizada em: 20/04/2020 - 18h17
Restaurantes
Bufês deverão seguir regras especiais (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

O governador Carlos Moisés (PSL) anunciou nesta segunda-feira (20) uma nova flexibilização da quarentena em Santa Catarina, com liberação de atividades até então suspensas. Missas, cultos e cerimônias religiosas já estão autorizados, com distanciamento mínimo de um metro e meio entre as pessoas e limitação a 30% da capacidade de público nas igrejas e templos.

> Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

Já a partir de quarta-feira (22) shoppings, centros comerciais e galerias também poderão reabrir as portas. Nesses casos, os estabelecimentos precisarão seguir rigorosas normas de higiene e segurança, a exemplo de outras atividades.

Em relação a bares e restaurantes, Moisés já adiantou que os estabelecimentos vão precisar criar regras nos bufês e manter distanciamento entre as mesas. O regramento será detalhado em portaria que ainda será publicada pelo governo do Estado.

Academias e atividades físicas ao ar livre, em parques e praias também serão liberadas a partir desta data com normas específicas. A recomendação para todos os casos é que pessoas que integram os grupos de riscos evitem frequentar essas locais e fiquem em casa.

Moisés também disse, em entrevista coletiva, que ainda não há prazo para o retorno das aulas e do transporte coletivo. E reforçou que as prefeituras têm liberdade para adotar medidas mais restritivas, se assim entenderem.

O governador também ressaltou que a flexibilização foi feita com base em critérios técnicos e que as medidas podem ser revistas se houver o quadro da pandemia piorar.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas