Vem aí um reality show com DNA catarinense. A Texneo, fabricante de malhas em rolo de Indaial, começará a produzir em breve o SOS Confecção, que como o nome sugere vai se propor a salvar pequenas empresas do setor têxtil que estão em apuros. As inscrições já foram abertas e a expectativa é que a gravação do primeiro piloto termine em setembro. O episódio de estreia deve ir ao ar em 2023.

Continua depois da publicidade

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

O programa será apresentado por Eduardo Cristian, fundador da Costurando Sucesso, empresa especialista em treinamentos e conteúdos para confeccionistas. Referência nacional na área, Cristian terá a missão de resgatar confecções do caos — de problemas financeiros a falhas de gestão. Para isso, promete fazer até mesmo uma intervenção extrema no negócio, se necessário.

O SOS Confecção terá uma proposta semelhante ao Pesadelo na Cozinha, reality estrelado pelo renomado chef Erick Jaquin que salva restaurantes da quebradeira, mas focado no ramo têxtil. Embora o segmento seja um dos pilares da economia catarinense, a iniciativa mira empresas de todo o Brasil, explica Karin H. Froehlich, gerente de marketing da Texneo.

— Queremos, de alguma forma, ajudar a transformar a vida de pequenos e médios confeccionistas. É uma mistura de educação e entretenimento — resume.

Continua depois da publicidade

A diretora de mercado da Texneo, Carla B. Schork, diz que as pequenas confecções representam metade dos clientes da empresa, mas que a proposta não surgiu apenas por causa da freguesia.

— Ao conversar com clientes, percebemos que muitos deles têm problemas básicos na confecção — justifica a executiva, citando como exemplos a ausência de canais alternativos de venda além do físico, dificuldades em gerir custos e falhas na programação da produção.

A primeira temporada do programa deve ter cinco episódios, com cinco personagens diferentes e um desafio à parte de cada um deles. A ideia é que, a partir da consultoria de Cristian, pequenos e médios confeccionistas resolvam problemas internos relacionados à administração, produto e planejamento, tornando o negócio mais rentável.

As empresas interessadas podem se inscrever neste link até 30 de julho. Desde a última semana, pelo menos 200 já se candidataram, revela Karin. A seleção vai considerar a realidade do negócio. Em uma segunda etapa, os confeccionistas precisarão convencer uma banca do porquê devem ser considerados.

Continua depois da publicidade

Fundada em 1995, a Texneo atua na produção de malhas em rolo para os segmentos sportswear, beachwear, underwear e lifewear. A empresa tem mais de 1,5 mil clientes e negócios, além do Brasil, em outros 17 os países, incluindo Américas Latina e Central, Estados Unidos, Europa e África do Sul.

Aliás

A Texneo já assinou o contrato com a plataforma de streaming que irá transmitir o SOS Confecção. O nome, no entanto, ainda é guardado a sete chaves e só deve ser anunciado durante a Febratex, programada para agosto em Blumenau.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Seis empresários disputam prêmio de personalidade de vendas em SC; veja a lista

Continua depois da publicidade

Empresa de Blumenau tem interesse na concessão da Cidadela Cultural em Joinville

WEG anuncia parceria para criar nova empresa na África

Mais longo reinado da Oktoberfest Blumenau já tem data para terminar

Construtora vai investir R$ 150 milhões em Navegantes até 2027

Governo de SC oferece ajuda a empresa atingida pelo maior incêndio da história de Blumenau

Acionistas cobram Teka sobre proposta de venda e falta de transparência; empresa responde

Destaques do NSC Total