nsc
    nsc

    Mercado de ações

    Havan desiste de IPO e adia entrada na Bolsa de Valores, diz revista

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    06/10/2020 - 13h06 - Atualizada em: 07/10/2020 - 10h18
    Luciano Hang
    Avaliação do mercado não teria sido a esperada pela rede de Luciano Hang (Foto: Tiago Ghizoni, BD)

    A Havan suspendeu a sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), procedimento que marca a abertura de capital e a entrada de uma empresa na Bolsa de Valores. A decisão teria sido tomada após a avaliação de investidores frustrar expectativas da rede varejista fundada em Brusque, segundo informações publicadas pela revista Exame nesta terça-feira (6). 

    Bancos que coordenam a IPO da empresa já haviam recomendado o adiamento da operação, informou na segunda (5) o jornal Valor Econômico.

    > Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

    A varejista catarinense pretendia fazer sua estreia na Bolsa avaliada em pelo menos R$ 70 bilhões – embora se especulou que a empresa poderia valer até R$ 100 bilhões –, mas o mercado só estaria disposto a pagar entre R$ 50 bilhões e R$ 60 bilhões, conforme Exame.

    Essa avaliação abaixo das expectativas seria motivada por dois pontos: o fato de a Havan não ter uma operação digital muito robusta – as vendas online representaram apenas 1% da receita líquida em 2019 – e o envolvimento de Luciano Hang, único dono da empresa, em situações consideradas polêmicas, como a investigação, por parte do Supremo Tribunal Federal (STF), que apura disseminação de fake news.

    A varejista apresentou o prospecto para a abertura de capital no dia 27 de agosto. Entre outros pontos, o documento destaca a trajetória empreendedora de Hang e a intenção da empresa em oferecer ações também nos Estados Unidos e de abrir um banco ainda em 2020. A entrada na Bolsa seria um caminho para captar recursos, com vistas à expansão da rede - que encerrou o primeiro semestre com 147 lojas e planeja chegar a 200 em 2022.

    Desde a apresentação da IPO, Hang vinha mantendo discrição – a exposição e a concessão de entrevistas não são recomendadas nessa fase porque elas podem influenciar potenciais investidores. O empresário também já havia se afastado das polêmicas nas redes sociais após ter perfis bloqueados pelo STF.

    A coluna procurou a Havan para comentar sobre a suspensão do processo de abertura de capital, mas ainda não recebeu retorno.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas