nsc
    nsc

    Economia

    Novo edital de concessão do Frohsinn em Blumenau será lançado em julho

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    22/06/2020 - 20h02 - Atualizada em: 23/06/2020 - 06h04
    Frohsinn
    Imóvel no Morro do Aipim está desocupado desde 2013 (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

    Demorou, mas enfim vai começar a sair do papel. A prefeitura de Blumenau prepara para julho o lançamento das primeiras quatro licitações que integram o pacote de concessões de estruturas e serviços públicos à iniciativa privada, anunciado há um ano. Vão constar nesta largada os editais para exploração do Frohsinn, do Museu da Cerveja e das praças Victor Konder e Dr. Blumenau. Eles já estão praticamente prontos para irem ao mercado e, no momento, passam pela última revisão jurídica na Procuradoria-Geral. O prefeito Mario Hildebrandt deve dar mais detalhes sobre os projetos em coletiva de imprensa que será marcada nos próximos dias.

    O Frohsinn é a grande novidade da lista, já que o imóvel que abrigou o tradicional restaurante, no Morro do Aipim, não estava na relação inicial do pacote – mas acabou sendo incluído agora. O espaço chegou a ser licitado em 2018. O Restaurante Indaiá, que tem unidade em Itapema, venceu o processo e até assinou contrato. Mas apresentou um projeto de ampliação de 3,8 mil metros quadrados, bem maior do que os 500 metros quadrados previstos em edital. Para evitar eventuais contestações jurídicas, o município decidiu recomeçar tudo do zero. À coluna, o Indaiá confirmou que segue interessado.

    É justamente o tamanho da ampliação do imóvel a questão crucial do novo edital, mas o martelo ainda não foi batido oficialmente. O Frohsinn tem 850 metros quadrados de área útil – incluindo a edificação original, o mirante e os anexos. O que já é dado como certo é que a licitação de agora irá permitir uma ampliação superior a 500 metros quadrados, como estava previsto no processo anterior. O vencedor também não deve ter mais a obrigação de pavimentar e sinalizar a Rua Gertrud Sierich, que dá acesso ao local.

    Os outros três projetos são menos complexos. Por razões óbvias, o Museu da Cerveja, no Centro Histórico, desperta o interesse do setor cervejeiro. Na Praça Victor Konder, junto à prefeitura, uma das possibilidades é a construção de uma réplica da antiga Estação de Trem da cidade, com uma área de convivência e mudança de local da Macuca. Também há cervejarias interessadas no espaço.

    Além destes, o projeto mais adiantado do pacote são os naming rights para o Ginásio Galegão. A lista completa inclui ainda concessões do Parque das Itoupavas, Mercado Público, Prainha, Rodoviária, Aeroporto Quero-Quero, Rota de Lazer na Rua XV, naming rights dos setores da Vila Germânica, cemitérios municipais e uma usina de geração de energia a partir de resíduos sólidos.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas