nsc
    nsc

    Economia

    Covid-19: possibilidade de novas restrições acende sinal de alerta entre empresários de Blumenau

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    23/06/2020 - 15h50 - Atualizada em: 23/06/2020 - 15h58
    Ambulatório na Vila Germânica
    Movimento no ambulatório montado na Vila Germânica era intenso na manhã desta terça-feira (Foto: Patrick Rodrigues)

    A possibilidade iminente de que a prefeitura de Blumenau adote novas medidas restritivas para conter os evidentes sinais de avanço da Covid-19 no município, bola levantada pelo colega Evandro de Assis, ligou o sinal de alerta no meio empresarial. O G6, grupo que reúne seis das principais entidades representativas da cidade — Acib, CDL, Ampe, Codeic, OAB e Intersindical Patronal —, prepara uma manifestação pública sobre o assunto.

    > Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

    O discurso do setor produtivo no texto será semelhante ao adotado pelo prefeito Mario Hildebrandt e o secretário de Saúde Winnetou Krambeck: um apelo para que a população colabore com as medidas de segurança para evitar um novo lockdown. Fechar uma vez mais atividades que já tinham sido liberadas, além de provocar nova estagnação na economia, amplia a insegurança entre empresários que investiram para adaptar seus negócios à realidade da pandemia.

    — É preciso aumentar a fiscalização e a orientação, dialogar intensamente e aos poucos ir planejando com as entidades empresariais o que pode abrir e em que quantidade. A gente precisa discutir isso porque vamos conviver com esse problema por algum tempo — avalia o presidente da Acib, Avelino Lombardi.

    O empresário defende inclusive a criação de um comitê municipal de crise que inclua as entidades empresariais, em um formato semelhante ao que já existe no governo do Estado. Reitera que saúde e economia são importantes e precisam caminhar juntas, lado a lado. 

    Qualquer definição da prefeitura sobre o tema sem diálogo amplo e antecipado deve provocar mal-estar na relação com o empresariado. Muitos dirigentes de entidades já demonstraram certa insatisfação por não terem sido consultados previamente sobre o plano de ação para a retomada econômica da cidade apresentado na segunda-feira.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas