nsc
    nsc

    Lazer

    Prefeitura de Blumenau e Indaiá rescindem contrato de exploração do Frohsinn 

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    18/02/2020 - 16h40 - Atualizada em: 19/02/2020 - 06h48
    Frohsinn
    Imóvel está desocupado desde 2012 (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

    A prefeitura de Blumenau oficializou a rescisão do contrato firmado com o Restaurante Indaiá que previa a exploração comercial do imóvel que abrigou o Frohsinn, no Morro do Aipim. As partes chegaram a um acordo e desfizeram o negócio de maneira amigável. A decisão conta a partir do dia 20 de dezembro de 2019, mas só foi publicada no Diário Oficial do Município nesta terça-feira (18).

    Na prática, essa era a última barreira burocrática que impedia o lançamento de uma nova concessão para o nobre espaço na região central da cidade. O município, agora, trabalha nos últimos detalhes do novo edital. Uma coisa é certa: o documento vai permitir uma ampliação maior do imóvel. Este, aliás, foi o motivo que acabou emperrando todo o processo.

    O primeiro edital autorizava uma ampliação de até 500 metros quadrados da atual área construída, que tem cerca de 850 metros quadrados. Vencedor da licitação, o Indaiá, no entanto, apresentou um projeto que previa um aumento bem maior, de 3,8 mil metros quadrados, com área para receber cerimônias de casamentos. Temendo contestação judicial, o município decidiu refazer o processo.

    Outra possível mudança no novo edital tem relação com o tempo de concessão. A Secretaria de Turismo e Lazer estuda a possibilidade de estender o prazo de 25 anos, como estava no projeto inicial, para 30. A decisão depende de estudos e cálculos que ainda serão finalizados. Por isso, não há prazo para o lançamento da nova concorrência, embora o secretário Marcelo Greuel garanta que isso deve acontecer "em breve".

    Aliás

    Apesar dos imprevistos, o Restaurante Indaiá ainda mostra disposição em participar da disputa.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas