nsc
    nsc

    Lazer

    Vila Germânica avalia programação de lives com bandas típicas da Oktoberfest

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    06/07/2020 - 08h57 - Atualizada em: 06/07/2020 - 09h05
    Shows na Oktoberfest
    Ação já estava pensada antes mesmo da pandemia, diz secretário (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

    A direção da Vila Germânica estuda fazer uma programação de lives com bandas típicas que se apresentam na Oktoberfest. Segundo o secretário de Turismo e Lazer de Blumenau, Marcelo Greuel, a ação já estava sendo pensada antes mesmo da pandemia, mas ainda não há definição a respeito e nem as bandas foram contatadas sobre a possibilidade.

    > Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

    Inicialmente as lives – que internamente nem eram assim chamadas antes da atual crise do novo coronavírus – seriam uma estratégia para amplificar a divulgação da festa, tanto que a organização já previa melhorias nos palcos e nos sistemas de som da Vila Germânica. Com a Covid-19, no entanto, elas se tornam opção de lazer à distância, além de garantirem visibilidade às bandas.

    A prefeitura de Blumenau ainda avalia cenários sobre a realização da Oktoberfest deste ano. A possibilidade real da festa não acontecer fez o município acelerar projetos de concessões relacionados ao turismo e ao lazer e a buscar novas alternativas para o segmento, como a coluna já abordou.

    Em maio, a organização da festa já havia anunciado a suspensão dos contratos com bandas internacionais.

    Dilema

    Empresários do ramo gastronômico de Blumenau estudam a criação de uma espécie de selo que ateste a segurança e as boas práticas de prevenção à Covid-19, em modelo semelhante ao que foi lançado recentemente pela Associação Comercial e Industrial de Itajaí. Seria uma forma de atrair as pessoas aos estabelecimentos. Há, no entanto, receio de que a iniciativa seja mal interpretada, já que os casos do novo coronavírus continuam subindo na região. A estratégia de comunicação da iniciativa, se ela for colocada em prática, fará toda a diferença.

    Eletroposto no Alto Vale

    Rio do Sul ganhou o seu primeiro eletroposto, para carregar carros elétricos. O investimento de R$ 50 mil é do empresário Sergio Medeiros e a estrutura foi instalada no Posto do Encontro, às margens da BR-470. Veículos movidos a energia elétrica ainda são raridade – somando os híbridos, são cerca de mil em Santa Catarina –, mas a proporção vem crescendo ano a ano.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas